Alunos da Waldemar Borges apresentam a luta de Zuzu Angel na época da ditadura

Alunos do terceiro ano do ensino médio regular, da escola Waldemar Borges, realizaram um trabalho interdisciplinar com os professores : Adriele Machado, Língua Portuguesa; Bolívar Marini, Filosofia e Diego Braga de História.
Linkado com a Feira  do livro com o tema mulheres na asas da literatura, os alunos assistiram o filme; pesquisaram a vida da Zuzu Angel fizeram debates em sala de aula, sobre a importância dela na luta no período da ditadura.
Depois foi criado o painel, exposto e apresentado na Feira do Livro e no saguão da Escola para os alunos da EEEM Waldemar Borges, da EMEB Waldemar Borges e para a comunidade das adjacências.
Os alunos construíram o painel, seguindo a linha investigativa da Zuzu em busca do seu filho, até chegar a luta e a denúncia internacionalmente.
 
A professora Cásia Aurélio, que acompanhou o trabalho, diz que foi muito produtivo o projeto, pois a partir deste, foi discutido vários temas e o envolvimento de outras disciplinas no projeto.
 

A luta de Zuzu Angel em busca dos restos mortais de seu filho durante  a investigação de Zuleika, estilista de moda, que procurou solitariamente, os restos mortais de seu filho. Ela denunciou internacionalmente as atrocidades do período histórico, por meio da alta costura e dos desfiles de moda.

Depois de apresentado na Feira do Livro, o trabalho foi para o saguão da Escola, onde os visitantes, alunos e comunidade conheceram a história do processo investigativo dessa mulher.





Curta nossa Fan Page





Comentar com Facebook

1 Comentário

  • Wilson Santos

    Parabens, pelo belo trabalho no resgate da memoria nacional, … este ícone da luta pela verdade, Zuzu, é um simbolo da tenacidade de uma mãe, na busca do corpo do seu filho, morto pela repressão da ditadura militar brasileira. Chico Buarque, em melodia, destaca a Zuzu…”quem é esta mulher.. que só queria embalar seu filho, que estra na profundeza do mar”, metáfora que descreve a sua luta. A sua morte, até hoje, esta coberta de “brumas”…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *