Brigada Militar esvaziou, nesta tarde, a nova ocupação no Regalado




Na tarde desta terça-feira(12), às 14h, onde ocorreu uma reunião com comando Regional da Brigada Militar, através do Tenente Coronel Adilomar, Comandante local, Capitão Jean Quatrin e os órgão que vão participar da reintegração de posse no próximo dia 26 na área da Vila Grande(particular).

Durante os acertos foi repassado aos Comandos Regional e local, que os ocupantes estariam migrando  para a Avenida Arroio Regalado, área do município. Diante dessa situação, e como a ocupação aconteceu em menos de 24h, há um agravante já que tem  uma ação de reintegração em andamento. Além da tentativa da Prefeitura através da infraestrutura, a pedido do setor jurídico, de notificar os moradores, foi solicitado pelo Executivo, o Esbulho Possessório. Nesta manhã, um agravante embasou o uso desse Expediente Jurídico, face a recusa dos ocupantes em receber, assinar e se identificar quando da notificação da Prefeitura, hoje às 10 horas. Diante disso foi feito um boletim de ocorrência.

A Brigada Militar foi até o local e alertou os moradores que eles deveriam sair ou aqueles que de alguma forma entrassem em confronto seriam presos e encaminhados à Delegacia de Polícia.

Os policiais fizeram a retirada das marcações e de algumas barracas improvisadas(algumas estacas com lona). O Vice-prefeito Márcio Fonseca acompanhou a Brigada Militar e conversou com os ocupantes. Ficou agendada uma reunião para a próxima quinta-feira(14), no Centro Administrativo.





Curta nossa Fan Page





Comentar com Facebook

3 comentários

  • E na prosima. Eleiçao. Vamos agendar. Os atual. Prefeita. E vice. Kkj

  • Adao silva

    Gostaria de saber se por tras dessas ocupaçoes irregulares.não tem a participaçao de politicos inescrupulosos que em epoca de eleiçao prometem e depois deixam essas pessoas que precisam de um lar para morar e nao conseguem pagar aluguem que diga se de passagem aqui em Alegrete e um absurdo o preço que cobram por uma casa simples .Dai partem para ocupações irregulares com a promessa de um lugar para morar e se deparam com essa situaçao degradante que é a desocupação das areas invadidas e se veem numa situação humilhante…é de cortaro coraçao.Se bwm que politico no Brasil é desprovido de sentimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *