Educadores de Alegrete alertam: nova LDB será um retrocesso na educação




As alterações na Lei de Diretrizes e Bases da Educação- LDB com mudanças na grade curricular e da nova legislação da educação, envolvendo o Ensino Médio e, também mudanças no fundamental provoca reações entre educadores.

Se forem aprovadas as mudanças, não serão mais obrigatórias as disciplinas que hoje vigem nos currículos: Sociologia, Filosofia, Artes, Educação Física, Música.
E também não é mais obrigatório o ensino de cultura afrobrasileira.
Não é mais garantida a universalidade do ensino básico.
Não é mais garantida a gratuidade do ensino público básico (tanto no fundamental quanto no médio).


Não é mais obrigação do Estado garantir educação infantil para todos.
Está difícil de acreditar, dizem os educadores de Alegrete
Nesse novo formato eles anulam todos os parágrafos incluídos pelas leis 10.639 e 11.645

O cúmulo também será a aprovação da Nova LEI ORGÂNICA da Magistratura Nacional (LOMAN).
O projeto cria, por exemplo, auxílio-educação para filhos de juízes com até 24 anos em escolas e universidades privadas; auxílio-moradia equivalente a 20% do salário; transporte, quando não houver veículo oficial; reembolso por despesas médicas e odontológicas não cobertas por plano de saúde, e licenças para estudar no exterior com remuneração extra.
Em Alegrete, a presidente do CEPERs Sindicato, Maria Izete Paré Rodhes considera um retrocesso na educação. São disciplinas essenciais na formação geral e acredita que prejudica a aprendizagem e formação de nossos estudantes, porque tudo é interdisciplinar.

Já a secretaria de educação, Márcia Dorneles também concorda que tirar filosofia, sociologia e outras disciplinas da grade curricular básica é um tremendo retrocesso. O pensar começa com a Filosofia, assim como não ter ou fazer Educação Física, também é diminuir a ligação entre mente corpo, que reflete no aprendizado em geral, salienta.





Curta nossa Fan Page





Comentar com Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *