Ele é feliz no lombo dos cavalos


Uma atividade arraigada na história de Alegrete é a criação, cuidados e amor aos cavalos pequenas e grandes propriedades.

Um profissional dessa lida, Diego Silveira, aos 44 anos, se destaca em provas de paletada,rédeas e laço sempre disputando com animais de onde trabalha, a Cabanha Escondida.

Filho de um trabalhador de lavoura da região do Capivai, Diego aos 17 anos começou a se interessar em montar e cuidar de cavalos. Hoje é um profissional renomado.

Ele chegou a cursar Veterinária, mas como a família não conseguiu manter o curso na PUC, ele voltou ao campo e nunca mais parou com  domas e montaria.

E montando os cavalos da Escondida já foi campeão em Esteio e em Rodeios do RS. Em muitas provas, de paleteada, Diego fez dupla com o patrão Vinicius Freitas.

Aqui, no Parque Dr Lauro Dornelles, neste final de semana, ele ganhou mais uma disputa, montando a égua Xucra Bailanta da Escondida, na prova de rédea da credenciadora da ABCC.

 

-São de oito a nove horas por dia lidando como os cavalos, é uma paixão e é preciso ter paciência para chegar neles, afinal nós somos os predadores, observa Diego. Ele diz rindo que já levou alguns golpes, mas nada de sério ou que o fizesse largar a lida, que é a sua vida. E  confessa que não quer isso ao filho de oito anos.”

Vera Soares Pedroso 

Fotos: Vithor Faraco e arquivo pessoal


Curta nossa Fan Page


Comentar com Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *