Encurralados por produtores, acusados de abigeato chamam a BM

Brigada Militar mais uma vez age duro no combate ao abigeato e detém dois suspeitos pelo crime, no interior do município, além de apreender dois borregos que já estavam maneados.
Conforme informações, o 190 recebeu informação de que havia um tiroteio no Querumana. A guarnição do GOE, com apoio do ostensivo se deslocou até o local.
Quando os policiais chegaram foram informados que os indivíduos que são irmãos haviam passado de carroça perto da propriedade rural e como já são conhecidos, por cometer crime de furto abigeato, o responsável saiu para dar uma olhada no rebanho de ovelhas.
Durante a campereada se deparou cercas cortadas e dois borregos maneados e escondidos atrás de um arbusto.

Foi então que ele ficou perto dos animais a espera dos acusados. Pouco tempo depois eles retornaram de carroça e ao se depararem com o produtor, saíram em disparada.
A carroça trancou numa cerca que tinha sido danificada e os irmãos seguiram a fuga a pé. Eles se refugiaram na propriedade de um outro produtor lindeiro. O mais curioso é que os próprios acusados acionaram a Brigada Militar diante do medo de serem baleados pelos produtores.
Foram feito buscas e nenhuma arma foi encontrada. Encaminhados à DP, a Delegada de Uruguaiana Caroline Bortolloti Huber, que está de sobreaviso e respondendo pela Delegacia de Polícia de Alegrete (na ausência do titular da DPPA), determinou registro da ocorrência por tentativa de furto abigeato.
Os dois irmãos foram ouvidos e liberados. Não há informações sobre qual foi o destino dos borregos. Provavelmente tenham sido entregues ao proprietário.
Nesses últimos meses a Brigada Militar tem se destacado nas ocorrências contra o crime de abigeato, flagrando, interceptando e apreendendo uma quantidade significativa de carnes oriundas dessa prática.

Na maioria das vezes os suspeitos são encaminhados à DP e liberados. Alguns por não ter ninguém reclamando o furto. Por isso, é sempre importante a vítima realizar o registro.





Curta nossa Fan Page





Comentar com Facebook

4 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *