Força-Tarefa de Combate ao Abigeato é homenageada na Assembleia Legislativa

A Força-Tarefa de Combate ao Abigeato e Crimes Rurais da Polícia Civil foi homenageada durante a sessão da Assembleia Legislativa desta quinta-feira (10). O proponente foi o deputado Sérgio Turra (PP), em reconhecimento aos esforços realizados, durante o ano de atuação do grupo, combatendo o abigeato e outros crimes contra os produtores rurais. A Força-Tarefa conta, em seus quadros, com a atuação do pedritense Patrício Antunes. Além de Antunes, os demais policiais e o delegado Adriano de Jesus Linhares Rodrigues, que coordena os trabalhos, receberam o devido reconhecimento das autoridades estaduais.

O Delegado Adriano Linhares foi um dos mais atuantes contra o tráfico de drogas em Alegrete, no período em que esteve no comando da DPPA do município. No ano de 2015, ações realizadas pelo setor de investigação, coordenadas pelo Delegado Linhares, resultaram prisões de vários traficantes considerados “chefões do tráfico” na cidade.

O parlamentar justificou a homenagem afirmando que há muito tempo os crimes no campo prejudicam produtores rurais, trazendo incontáveis prejuízos econômicos. “Há muito tempo essa atividade criminosa corrói silenciosamente a base da economia rio-grandense”, declarou o deputado. “Comete crueldades inomináveis contra os animais, estimula a sonegação de tributos, o estelionato e o contrabando, corrompe trabalhadores rurais, expulsa pequenos produtores do campo e ainda coloca em risco a saúde da população”, prosseguiu o parlamentar.

Turra salientou que os crimes não ficam apenas na pecuária: implementos agrícolas, sementes, cargas de grãos e agroquímicos também vem sendo alvo de bandidos, pela sofisticação que o crime organizado vem adquirindo, em parte, pelo próprio poder público que não consegue dar uma resposta à sociedade gaúcha. Turra exaltou a Força-Tarefa por conseguir excelentes resultados em apenas um ano de atuação, a última operação, por exemplo, em Pelotas, desarticulou uma quadrilha especializada em carneadas.

O parlamentar ainda apresentou os resultados das ações: A Força-Tarefa desarticulou 17 organizações especializadas em abigeato, prendeu 135 criminosos, recuperou 843 bovinos, restituiu 403 bovinos a seus donos, apreendeu 53 armas de grosso calibre. Recuperou 11 carros roubados, e apreendeu outros 14 por servirem a ações criminosas. Recolheu 13 caminhões. Inspecionou mais de 15 mil bovinos em propriedades de indivíduos investigados por abigeato, apreendeu mais de 35 toneladas de carne. O confisco de animais, carnes, armas, automóveis, caminhões e outros bens em poder de criminosos resultou na recuperação de mais de R$ 6 milhões, recursos que devem ser restituídos às vítimas.

Estiveram presentes na solenidade o vice-governador José Cairoli, o chefe de Polícia, Emerson Wendt, o deputado federal Afonso Hamm (PP), o promotor público Luciano Vaccaro, o secretário de Agricultura Ernani Polo, o diretor da Farsul, Francisco Schardong, e, representando o Legislativo pedritense, o vereador Diego da Rosa Cruz (PP) e o juiz titular da 1ª Vara da Comarca de Dom Pedrito, Luiz Felipe Lemos de Almeida.

 

 

 

Fonte: Portal Qwerty

Fotos: divulgação/Marcelo Bertani





Curta nossa Fan Page





Comentar com Facebook

1 Comentário

  • DANIEL DE JESUS DA SILVA LENCINA

    Essa Força Tarefa, no mínimo, se desencadeou porque entre as vitimas tem alguém da cúpula do governo que também foi vítima dos abigeatários, senão não teria ocorrido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *