Frigorífico da Marfrig em Bagé é interditado

Ministério Público do Trabalho detectou risco à saúde e à integridade dos funcionários

marfrig

Na segunda ação de fiscalização da força-tarefa voltada a frigoríficos de carne bovina e suína, o Ministério Público do Trabalho (MPT) interditou nesta sexta-feira a unidade da Marfrig em Bagé, na Campanha. A decisão ocorreu porque, segundo o órgão, havia risco grave e iminente à saúde e à integridade física dos funcionários.

A unidade é uma das quatro que a empresa tem no Estado — há ainda plantas em Alegrete, São Gabriel e Hulha Negra — e abate uma média diária de 750 animais. No local, trabalham 891 pessoas.

Em nota, a Marfrig informou que “imediatamente após o encerramento da auditoria, iniciou a implementação de um plano de trabalho para executar todas as adequações necessárias, a fim de regularizar as operações da unidade de Bagé (RS)”.  A empresa irá solicitar nova vistoria dos auditores para a confirmação de que todas as adequações foram executadas.

Em março deste ano, ação da mesma força-tarefa do Ministério Público havia levado à interdição das atividades no frigorífico Silva, em Santa Maria. As atividades foram depois retomadas.

 

Fonte: Zero Hora

 



Curta nossa Fan Page



Comentar com Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *