Grupo da UNIPAMPA estuda mobilidade do trânsito de Alegrete




Um estudo sobre alternativas para melhoria do sistema de mobilidade urbana de Alegrete está sendo realizado por alunos da UNIPAMPA O trabalho é coordenado pelo professor, Alessandro Girardi do Campus Alegrete. O grupo está composto também por dois alunos bolsistas do Programa Educação Empreendedora, Tuani Bernardi (Eng. Civil) e Dionathan Scheid (Eng. Elétrica) e pelo Administrador Émerson Oliveira Rizzatti, vinculado ao Parque Tecnológico PampaTec.

O primeiro foco da pesquisa foi direcionado à linha ferroviária que está abandonada, conhecida como “Trilhos para Quaraí”, objetivando coletar informações e apontar às autoridades responsáveis alternativas viáveis de utilização desse instrumento para melhoria da mobilidade urbana.

Entre os dados já levantados podemos destacar que a linha abandonada pela empresa concessionária tem aproximadamente 5 km de extensão dentro da zona urbana de Alegrete como mostra o mapa.

São 17 bairros cortados diretamente pelos trilhos, envolvendo uma população estimada pelo IBGE, no censo de 2010, em mais de 50 mil pessoas, incluindo aí os bairros de maior concentração de pontos de negócios, escolas e saúde.

Por isso, o grupo considera fundamental a utilização desse espaço, mesmo que no início, o transporte ferroviário não seja viável. Mas que a faixa de domínio (espaço entre os trilhos e as construções ao lado) da ferrovia seja utilizado para construção de calçadas e ciclovias.





Curta nossa Fan Page





Comentar com Facebook

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *