Homem apontado como líder de tráfico em Porto Alegre é preso em Imbé, no Litoral Norte



Vladimir Soares, o Xu, estava com familiares. Polícia diz ter evitado chacina

policiaa11

Uma operação da Polícia Civil de Imbé, no Litoral Norte, resultou na prisão de Vladimir Cardoso Soares, o Xu, apontado por autoridades com um dos líderes da facção que domina o tráfico de drogas na Vila Maria da Conceição, em Porto Alegre.

Xu estava em uma confortável casa de veraneio com quatro quartos, suíte, e piscina na Rua Taquara. Além dele, foram presos mais três familiares – um filho, um enteado e um genro –, e um segurança.

Conforme o delegado Antônio Carlos Ractz Júnior, da Delegacia da Polícia Civil de Imbé, a prisão dos cinco homens abortou planos de um grupo rival ao de Xu, que iria ao Litoral Norte para executá-lo neste final de semana. Ao todo, 11 pessoas estavam na moradia – incluindo três mulheres e três crianças.

— Acreditamos que evitamos uma chacina. Recebemos informações de que homens de uma facção rival a de Xu, se deslocariam em quatro carros de Porto Alegre para cá, com objetivo de matá-lo, assim como aconteceu com o Xandi —  afirma o delegado.

O policial se refere à morte de Alexandre Goulart Madeira, apontado como um dos principais traficantes da Região Metropolitana, executado por rivais quando veraneava com um grupo de pessoas em Tramandaí, em janeiro de 2015.

Há quase quatro anos, quando ocorreu um racha na facção de Paulo Ricardo Santos da Silva, o Paulão, o tráfico na Vila Maria da Conceição passou a ser comandado por antigos aliados dele. Xu é citado pela polícia como um desses novos chefes e estaria envolvido em mortes por disputa de pontos de venda de drogas com facções rivais. Xu já esteve preso, mas foi beneficiado com a liberdade provisória na metade do ano passado.

Conforme a promotora de Justiça Lúcia Helena de Lima Callegari, Xu responde a quatro processos por homicídios na Capital.

— Em um dos casos já está definido que ele vai a júri popular — afirma a promotora.

A operação policial teve inicio na semana passada, quando foi descoberto que Xu descansava em Imbé aos finais de semana.

— Nos instalamos em uma casa próxima e começamos a monitorar o movimento. Percebemos que chegou gente para limpar a casa na quinta e ele chegou ontem (sexta-feira) — conta o delegado.

A investida ocorreu na noite de sexta-feira, no momento em que o segurança de Xu saiu da moradia com uma mulher. O criminoso foi surpreendido limpando a piscina. Os familiares foram detidos no mesmo instante. Minutos depois, foi a vez do segurança ser preso, com picanha e cerveja nas mãos, compradas para preparar um churrasco.

Na moradia foram apreendidos duas armas – um revólver e uma pistola – com números de série raspados, munição, celulares e dois carros – um i30 e um SpaceFox –, além de cédulas de reais, pesos argentino e uruguaio e uma pequena porção de maconha. De acordo com o delegado, o grupo foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma e de munição e por associação criminosa. Os cinco homens foram levados para a Penitenciária Modulada de Osório.

 

Fonte: Zero Hora







Curta nossa Fan Page





Comentar com Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *