Igreja Luterana abre espaço para debater a violência no projeto “Nem tao doce Lar”




A Prefeita Cleni paz da Silva, recebeu no dia 06 de Setembro, em seu gabinete no Centro Administrativo Municipal a visita do Pastor Leomar Pydd, da Cidade de Rosário do Sul.

O Pastor da Igreja Luterana apresentou à Prefeita um projeto que será executado em Alegrete pela Igreja, o “Nem tão doce Lar”, uma casa que servirá para visitação e conversas sobre violência.

O Projeto nasceu a partir de uma exposição internacional chamada Rua das Rosas, criada pela antropóloga alemã Una Hombrecher, logo após foi apresentada na cidade Porto Alegre (RS), em 2006. Trata-se de uma mostra itinerante que possibilita a popularização da discussão e do enfrentamento da violência, ao levar para o espaço público uma típica casa familiar, com informações e imagens que denunciam a violência sofrida por mulheres, crianças e jovens.

Nos dias 15 e 16 de Setembro, os acolhedores da casa receberão uma capacitação ministrada pela Fundação Luterana de Diaconia, entidade especialista no trabalho com pessoas vulneráveis. A capacitação é certificada pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS), e acontecerá no salão da 10ª Coordenadoria Regional de Saúde.

Estarão participando da capacitação profissionais das Secretarias de Saúde, Educação e Promoção e Desenvolvimento Social, do município de Manoel Viana, integrantes da ONG AMORAS, da UERGS, da Universidade Federal do Pampa – campus Alegrete e a assessora da Coordenadoria Municipal de Política para as Mulheres, Tatiele Machado.

A Prefeita parabenizou o trabalho realizado pela Igreja, e agradeceu por Alegrete ser selecionada para receber esse trabalho tão importante para todos.

A casa atenderá o público nos dias 28, 29 e 30 de Setembro. O local ainda será definido.





Curta nossa Fan Page





Comentar com Facebook

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *