“Nem dá tempo de sentir medo”, diz bombeiro que salvou trabalhadores em andaime durante temporal


Sargento Marcelo Rodrigues da Luz, de 46 anos, fez o resgate de dois operários, que só sofreram escoriações, após a tempestade da tarde de sexta (9), na Capital

Personagem da cena mais impressionante da tempestade que atingiu Porto Alegre, o sargento Marcelo Rodrigues da Luz, de 46 anos, contou, na manhã deste sábado, como foi o resgate de dois operários que sacolejavam perigosamente em um andaime no 9º andar de um prédio no Centro da Capital durante ventos que superaram os 80 km/h.

Integrante da Companhia Especial de Busca e Salvamento dos Bombeiros e há 23 anos na profissão, ele diz que já está adaptado a este tipo de situação:

— É o nosso trabalho. Eu deveria sentir medo, porque ele nos limita a fazer certas coisas, mas a adrenalina supera o medo. Não tem tempo de ter medo.

Cristhian Zander Dutra e Alex Sandro da Silva tiveram apenas escoriações. Eles trabalhavam em uma obra no prédio do Ministério Público Federal (MPF), na Avenida Júlio de Castilhos, ao lado da Praça Rui Barbosa e do Pop Center, e estavam em um jaú de construção civil, uma espécie de andaime. Foram salvos por Rodrigues, que desceu por uma corda para resgatá-los. Rodrigues ressalta o reconhecimento das pessoas que acompanharam o salvamento:

— Quando desci, o Cristhian me abraçou, chorou muito. Estava em estado de choque. E as pessoas a volta aplaudiram, ovacionaram a ocorrência. É o reconhecimento profissional.

Dutra e Silva trabalham na empresa Construtec em uma reforma no prédio do MPF. O sargento disse que a obra está regular e o jaú foi bem instalado, o que sustentou a estrutura para que ela não viesse abaixo por conta dos fortes ventos. Representantes da Construtec ainda não se manifestaram. GaúchaZH busca contato com os funcionários.

 

 Fonte: Zero Hora

Curta nossa Fan Page


Comentar com Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *