Oswaldo Guerra: o piloto alegretense campeão brasileiro de Freestyle




O alegretense Oswaldo Fernandes Guerra Neto desde guri herdou a paixão por aviões. De uma família que respira aviação, se tornou piloto, e dos bons.
Recentemente faturou o título brasileiro na modalidade frestyle em São Paulo. Estudioso, Oswaldo se especializou na arte de acrobacias aéreas. Piloto de aviação agrícola, conhece cada palmo do maior município em extensão territorial do RS.
No hangar do Aeroclube de Alegrete, guarda suas aeronaves, é lá que começa o show do alegretense.
Entre treinamentos, viagens e o trabalho profissional em sua viação agrícola, fatura dezenas de competições pelo país a fora. Possui diversos títulos estaduais. Confira o bate-papo na entrevista que o Portal Alegrete Tudo fez com o campeão brasileiro:
Portal: Oswaldo como iniciou tua história como piloto de avião ?
Guerra: Teve início no aeromodelismo, dentro do Aeroclube de Alegrete, aos 16 anos.
Portal: Quais escolas frequentastes e que tipo de preparação passou para se tornar um aviador?
Guerra: Minha formação de piloto foi toda no Aeroclube de Alegrete.
Portal: Tu participas de muitos campeonatos. Presença marcante no pódio. Que modalidade é esta ?
Guerra: É uma competição de acrobacia aérea. A modalidade consiste em ter uma sequência de manobras pré-definidas, onde vários pilotos executam e são julgados por uma comissão.
 Portal: Quais os principais títulos e competições que participastes até aqui ?
Guerra: Destaque para Campeão brasileiro categoria básica 2015, vice-campeão categoria Sport 2016, Campeão Copa Bertelli 2016 Super sport, Campeão brasileiro Freestyle 2017.
Portal: E a Escola Aérea de Acrobacia em Alegrete, como funciona ?
Guerra: Passamos instrução para pilotos que queiram iniciar na acrobacia aérea, ou que queiram aprender a dominar a aeronave em atitudes anormais.
 Portal: Qual a diferença entre um avião de acrobacia, em relação a estes usados para para trabalhos agrícolas ?
Guerra: Cada aeronave é construída com seu fim. A agrícola é concebida para carregar peso e a de acrobacia para aguentar as forças excessivas durante as manobras.
Portal: Qual foi o momento mais difícil até aqui pilotando avião ?
Guerra: Na agrícola quando perdi um trem de pouso e tive que pousar apenas com o outro.
Portal: Qualquer um pode pilotar avião ? Quais são os pré-requisitos para aprender ?
Guerra: O candidato deve fazer exames médicos específicos e provas teóricas, ter o segundo grau completo e 18 anos.
 Portal: Qual o sentimento em voar e ainda fazer arriscadas acrobacias aéreas ? Voar é um privilégio para poucos. A acrobacia traz uma sensação de liberdade e não é arriscado, quando se tem doutrina e treinamento.
 Portal: Como é tua rotina entre o trabalho profissional e o de competidor?
Guerra: Trabalho durante a safra, normalmente entre outubro e março. Neste meio tempo, me dedico aos treinamento de competição.
Portal: Sobrevoando a cidade de Alegrete estes anos todos, o que mais te chama atenção, olhando a 3ª Capital Farroupilha lá do alto ?
Guerra: O contraste entre o nosso rio Ibirapuitã e a cidade é muito bonito visto de cima.
Portal: Alegrete não tem aeroporto. Somos uma rota de aviões internacionais. O aeroporto mais próximo daqui é em Uruguaiana que opera uma linha interestadual. O que falta para Alegrete ter um terminal de embarque e desembarque ?
Guerra: Poderia-se começar pela reforma da pista, que está degradada. Tentativas já foram feitas, mas que serviram até agora apenas para politicagem.
Portal: Qual a importância do Aeroclube de Alegrete e o que ele representa para ti ?
Guerra: Cresci dentro do Aeroclube de Alegrete. Ele representa meu segundo lar.

Por: Júlio Cesar Santos                                  Fotos: Arquivo pessoal





Curta nossa Fan Page





Comentar com Facebook

1 Comentário

  • capacitados.com

    Show de matéria, grande talento, cria da casa, poucos conhecem o aeroclube do Alegrete, uma das melhores formações de Pilotos do RS, quando funcionava dentro da cidade todas as tardes tínhamos espetáculos no céu do Alegrete…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *