PampaTec já gera emprego e renda em Alegrete




A Unipampa é uma referência  na formação de profissionais nas áreas de tecnologia em Alegrete.

Além disso, a Universidade busca potencializar o desenvolvimento regional através do empreendedorismo, criação de um ambiente propício a novas ideias e soluções que possam se tornar empresas na área de tecnologia (startups), gerando emprego e renda na cidade e região.

Dentro deste contexto foi criado o PampaTec – Parque Científico e Tecnológico do Pampa, cujo principal objetivo é fomentar o desenvolvimento regional por meio do empreendedorismo de base tecnológica.

O diretor do PampaTec, Vitor Almada, lembra que a Universidade ainda sofre com a evasão de alunos, e um dos motivos é a falta de oportunidades na região, pois não há vagas o suficiente para absorver todos os profissionais que estão sendo formados pela Unipampa.

O PampaTec possui dez salas na Incubadora Tecnológica, espaço de coworking, copa, sala de reuniões, vigilância e portaria 24 horas. Almada diz que estão com cinco empresas incubadas, 15 ideias em fase de Pré-Incubação, em torno de 100 alunos envolvidos.

Os principais eventos do PampaTec são o Desafio Modelo de Negócio, PampaConecta e o Café com Inovação, todos tem como objetivo em comum, promover o empreendorismo na comunidade acadêmica, envolver empresários da cidade e região, na busca por soluções aos seus problemas e prospectar ideias que possam se tornar novas empresas. Informações: http://startuppampa.com.br

Vitor Almada salienta o desenvolvimento do PampaTec, único Parque Tecnológico na região do Pampa Gaúcho. “É um trabalho de formiguinha, mas já temos aqui empresas na área de geração de energias renováveis, construções sustentáveis e desenvolvimento de software.

Conseguimos cumprir uma parte do nosso objetivo, enquanto instituição, que é a criação de emprego, renda e permanência dos alunos na cidade”.

Em cada sala tem gente que inova e busca desenvolver Alegrete e região com produtos diferentes que vêm para dinamizar negócios gerando agilidade e economia.

Uma é a ESCO GD, a primeira empresa do PampaTEc, hoje com projetos de energia renovável em toda região e 12 colaboradores. E já planeja se expandir para espaço maior dentro do Parque Tecnológico, que tem 6 hectares.

 





Curta nossa Fan Page





Comentar com Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *