Quando a menoridade é uma “aliada” à delinquência

Menos de um mês, este é o prazo para que o menor infrator de 17 anos complete a maioridade. Até o momento, ele está “brincando” com todo poder judiciário, polícia e, principalmente, com os lojistas e empresários que são alvos, diariamente, de seus crimes.

O adolescente já possui uma ficha considerável de delitos, a grande maioria por furto e depois roubo. Porém, nas duas últimas apreensões realizadas pela Brigada Militar, além dos produtos furtados ele também estava com maconha. Na primeira vez, na última sexta-feira, foram encontradas 7 trouxinhas da droga, neste domingo, mais duas trouxinhas e um cigarro. Nos dois casos, assim como muitos outros ele foi ouvido e liberado na presença do responsável.

Na manhã do Dia das Mães(13), a guarnição estava em patrulhamento ostensivo no bairro Promorar quando perceberam o adolescente de bicicleta, em via pública. Assim que ele visualizou a viatura tentou fugir e entrar no pátio de uma residência, mas foi abordado pelos policiais.

Com o menor infrator havia uma sacola com vários produtos sem procedência. Ao ser questionado confessou que tinha furtado de um supermercado pouco tempo antes de ser interceptado pelos PMs. Foi realizado um contato com o gerente do local que confirmou que os produtos eram da empresa. Na revista pessoal, foram localizadas duas trouxinhas de maconha e um cigarro pronto. Além de um papel com um endereço que ele não soube explicar e uma quantia em dinheiro. Encaminhado à DP, foi feito contato com autoridade policial  que determinou registro simples.

O fato aconteceu por volta das 11h. Após apreensão dos objetos, os mesmos foram restituídos à empresa. A maconha ficou apreendida.

Curta nossa Fan Page

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*