Servidores estaduais de Alegrete protestam contra mudanças no IPE

Servidores públicos estaduais de Alegrete participaram do dia de vigília contra o desmonte do IPE no Estado.

Eles se concentraram em frente ao prédio do antigo Fórum com faixas, bandeiras e cartazes.

Entre as mudanças que vão afetar diretamente os pensionistas e dependentes do IPE será a que eles vão ter que pagar 40% dos procedimentos médicos. Eles lembram, de quem precisa de Quimioterapia, por exemplo, que é um tratamento caro, dentre outros procedimentos.

– Todos estão apreensivos diz Rosane Grisa, porque além de virmos de um desgastante parcelamento de salários em que colegas adoeceram e se endividaram estamos perdendo nossa assistência à saúde.”

Eles relatam que o IPE tem 200 imóveis próprios e que a proposta é passar para o Estado, o que consideram um perigo, porque ninguém sabe o que será feito. Todos temem que o Instituto seja privatizado, piorando ainda mais a vida dos que dependem dele para sua assistência em saúde.

Vera Soares Pedroso

Curta nossa Fan Page

9 Comentários

  1. Estão apreensivos porque vão pagar 40% dos procedimentos médicos? A população em geral quer é que vocês paguem 100%, chega de nós cidadãos comuns sustentarmos essa classe privilegiada do funcionalismo público. Ganham muito e trabalham pouco!

    • Acredito que você desconhece o que esta a escrever, que paga o IPE somos nós mesmo, é descontado mensalmente uma taxa de nossos rendimentos, antes de falar o que não sabe procure conhecer sobre o que fala.

      • Mais de 40% dos usuários do IPE são dependentes e, sendo assim, não contribuem e são PRIVILEGIADOS com um plano de saúde pagando em média R$47,00 em procedimentos muito caros, alguém precisa repor essa diferença, não é mesmo? Já que a intelectualidade de alguns é tão grande, creio que não seja difícil entender que para ser viável, a conta da empresa deveria fechar positiva e não negativa gerando déficit na casa das centenas de milhões AO ANO.

    • Vai te deitar ridículo..Tu não é população, tu não tem nome. Tu sabe qto ganha um professor??? Tu sabe quanto pagamos pra essa bosta de IPE???.. Vai te deitar palhaço ou cria vergonha nessa cara e não manda teus filhos nunca pra um hospital, pra uma escola pública, não chama a polícia, não larga lixo nem na lixeira, etc, etc, etc pq tudo isso são os FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS QUE TRABALHAM. Então antes de falar BOSTA vai te informar. Ipe não é de graça, não é o “povo” que paga, é descontado do servidor. E cria vergonha e assina o que escreve.

    • verdade! Ganhamos muito. R$ 1.500,00 por 20 horas. Agora imagine um juiz que ganha mais de R$ 4.000,00 de aux. moradia mesmo tendo casa. Eu pago o meu Ipe. quem para o auxílio do juiz? Resposta: você que critica trabalhador e fica quieto para a falta de ética do judiciário.

    • Meu Deus, quanta ignorância!!
      Eu sou parte da população em geral e por mim, o funcionalismo não devia pagar é nada além das mensalidades.
      Imagine só, financiam o Sus, porque todos nós financiamos, ainda têm que pagarem um plano particular caro e ainda por cima eles têm que custear 40% dos atendimentos pra subsidiar sabe quem ne? Pro governo e essa corja meteram a mão na cara dura.
      É contra esses safados que te representam que tens protestar e se indignar meu querido. Afff

  2. Li um comentário acima e senti a necessidade de comentar. Sou professora estadual, trabalho 40 horas por semana e sou mesmo privilegiada. Tive o privilégio de ter feito uma graduação, tive o privilégio de ser dotada de capacidade intelectual que permitiu com que eu fosse aprovada em concurso público aos 21 anos. Hoje tenho 46 e já passei em vários outros concursos. Desde 1992 pago Ipe descontado em folha, hoje em torno de 800,00. E pago com o meu trabalho. E não trabalho pouco, muito pelo contrário. Se eu já pago um valor significativo, não concordo em pagar mais do que já pago em consultas e exames. Até porque, há meses que trabalho e recebo parcelado. Resumindo: sou eu que pago meu plano de saúde, são os servidores que pagam seus planos. Eu trabalho muito e às vezes não recebo. E ganho menos que um juiz recebe de auxílio moradia. Então batam suas panelas por causas que tenham conhecimento. A população pobre e bem informada luta por direitos, não pela volta da escrivão.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*