UERGS se manifesta sobre caso envolvendo estupro de uma universitária


Segundo Diretor Regional, a Uergs adotou as medidas cabíveis em caráter imediato no caso

FOTO Arquivo A Plateia 
FOTO Arquivo A Plateia 

CONFIRA MANIFESTAÇÃO DA UNIVERSIDADE 

“A Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, diante da nota de repúdio publicada pela Marcha Mundial das Mulheres RS (mmm-rs.blogspot), vem publicamente esclarecer o que segue:

 

Diante da gravidade do fato noticiado, envolvendo estudantes da Instituição, a UERGS adotou as medidas cabíveis em caráter imediato acolhendo a estudante e seus familiares; encaminhando-a ao Centro de Referência local, onde recebeu atendimento médico, psicológico e jurídico; e orientando-a quando aos procedimentos que deveriam ser tomados perante a autoridade policial para a apuração do crime. Ao mesmo tempo, trouxe o tema para o centro da discussão acadêmica promovendo evento de caráter educativo, inclusive chamando à participação não só da instituição pública mas também entidades da sociedade civil, para tratar sobre o tema da violência contra a mulher da forma mais abrangente possível.

 

Assim, A UERGS se solidariza e compartilha o posicionamento de absoluto repúdio à violência contra a mulher e, tendo tomado todas as medidas cabíveis até este momento, aguarda o desfecho do processo criminal para a adoção de demais providências, inclusive de natureza disciplinar e manifesta publicamente que diante da situação de extrema gravidade não se quedou silente, mas ao contrário, adotou todas as medidas nos limites da sua competência”.

 

Anor Guedes

Diretor Regional

UERGS – Campus Santana do Livramento

Fonte: A Platéia


Curta nossa Fan Page


Comentar com Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *