2018 promete ser o ano da virada no esporte alegretense


Em 2017, o esporte alegretense teve várias vitórias e derrotas, além de sofrer com a escassez de verbas.

Aqui aconteceram muitos eventos com qualidade. O MOV movimentou a gurizada dos bairros. O basquete deu um salto e com qualidade, embora sofra com a carência de um ginásio.

No futebol, a Liga Alegretense conseguiu movimentar  todas categorias, exceto a sub-30, que iniciou em dezembro. A LAF se credenciou com a nova Lei do Marco Regulatório, e com dificuldades conseguiu o repasse municipal e pela fidalguia dos diretores esportivos passou o ano todo jogando e mobilizando milhares de atletas dos 15 aos 55 anos.

O citadino voltou com força. Tentou a experiência de levar a competição para longe do centro. Não deu certo, retornou para o palco maior: ginásio do IEEOA.

Embora sem um ginásio municipal, os alegretenses brilham em atos os recantos do Rio Grande . Muitos destaques em clubes e uma nova geração de atletas que conquista títulos em cima de títulos.

O voleibol caminha passo a passo e o movimento começa a ganhar força. Se no ano passado foi de boas vitórias, com participação de times daqui em campeonatos intermunicipais, uma etapa do circuito gaúcho vai fazer a modalidade deslanchar em 2018.

No pádel um seleto grupo de atletas leva o nome da cidade pelo mundo todo. De convocações para a seleção brasileira a conquistas de grandes torneios. Padelistas se destacaram de janeiro a janeiro.

Nas lutas marciais mais títulos e boas conquistas da turma que enche o peito de medalhas por onde passa.

No atletismo, a corrida de rua ganhou inúmeros atletas. Embora com poucas provas na cidade, os corredores sempre estão no alto do pódio em provas tradicionais e entre os melhores do RS.

Outra modalidade que bombou em 2017 e tem perspectivas excelentes para este ano é o ciclismo. Bastante difundido no município, ainda teve boa representatividade de atletas em provas longe de Alegrete.

No futebol de mesa a turma não para. Com um grupo de aficionados botonistas, a temporada é repleta de competições o ano todo.

Nos demais esportes, o foco é alavancar bons resultados e continuar com empenho para dias melhores.

Para 2018, o ano esportivo inicia com o EFIPAN, atletas locais defendem o anfitrião, Flamengo, e outros integram equipes visitantes. O futebol também inicia com torneios de verão e a conclusão do campeonato da categoria 30 anos da LAF. As demais competições ganham força após fevereiro.

Foto: Júlio Cesar Santos

 

Compartilhar

Curta nossa Fan Page

1 Comentário

  1. Olá. Gostaria de ver o rugby nos destaques dos esportes em Alegrete.
    O Fronteira Oeste Rugby participou da Copa Unisinos, no qual é a segunda vez que ficou em segundo lugar nessa competição, a Copa Unisinos envolve faculdades do Brasil inteiro e faculdades do Uruguai.
    O Fronteira Oeste Rugby tbm participa da Copa Integración que envolve times do Brasil, Uruguai e Argentina, competição na qual o time de Alegrete lidera.
    Só gostaria de passar essas informações para mostrar que lutamos muito pelo rugby em alegrete e que de uma maneira ou outra fazemos parte do cenário do esporte em Alegrete

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*