Agora o Ibirapuitã está com o nível baixo e preocupa


Um fato que chama a atenção da comunidade que passa pela Avenida Eurípedes Milano, próximo ao Porto dos Aguateiros, é que o rio Ibirapuitã está com nível bem baixo. É possível avistar as barrancas que, normalmente estão cobertas pela água.

Mariza Beck, do Comitê da Bacia do Rio Ibicuí, disse que muitas lavouras tem captação  superficial, direta do rio. – O Estado permite através da outorga que concede apos avaliação da quantidade de água disponível. É normal haver uma queda de vazão, que logo  após  à pratica, é recuperada. Se fatores como a estiagem agravarem a situação, o próprio Comitê de bacia, interfere.

O engenheiro da Corsan, Newton Trevisan, diz que historicamente nunca houve problemas com abastecimento devido ao baixo nível do Rio. A principal bomba de captação fica junto ao poço de Bombas e capta, conforme ele, 140 litros de água por segundo. De acordo com ele, 30% da água que abastece Alegrete vem do Ibirapuitã e 70% de poços artesianos. E que seguramente puxam menos água do rio do que alguns produtores para suas lavouras , já que não trabalham neste serviço por 24h.

A margem do rio, dois moradores do Porto dos Aguateiros, um atirando uma linha comentou que ali já teve uma prainha e, devido ao esgoto que ainda é lançado no rio a água esta poluída. -O nível está baixo e se não chover vai diminui ainda mais comentou um deles, mostrando as barrancas que já são avistadas do outro lado.

A previsão de uma chuva mais expressiva está marcado para o próximo dia 14 com 35mm, o que diante do forte calor e tempo de sol, pouco vai representar para aumentar a vazão do Ibirapuitã.

Compartilhar

Curta nossa Fan Page

1 Comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*