‘Ameaçou cortar minha cabeça e disse para passar meus pertences’, relata jovem agredido com facão em Santa Maria

Jovem, de 21 anos, caminhava na calçada quando foi atingido na manhã de domingo (19). Ocorrência foi flagrada por câmeras de segurança. Polícia Civil investiga o caso.

O jovem de 21 anos agredido com um facão enquanto caminhava na calçada em Santa Maria, na Região Central do Rio Grande do Sul, contou ao G1 nesta sexta-feira (24) que foi ameaçado de morte na tentativa de assalto que sofreu. O caso aconteceu no domingo (19) pela manhã e foi flagrado por câmeras de segurança [veja no vídeo abaixo].

/http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/videos/v/homem-e-atingido-por-golpe-de-facao-enquanto-caminhava-na-rua-em-santa-maria/7638386/

O jovem aparece nas imagens caminhando e mexendo no telefone celular. O agressor chega por trás, tira um facão da roupa e dá o golpe.

“Era 8h45 da manhã de domingo. Eu tinha saído de uma festa, levei uma amiga em casa, e o cara começou a me seguir. Na sequência, ele disse que era um assalto, ameaçou cortar minha cabeça, falou que não era para eu gritar, e disse para passar meus pertences”, conta o auxiliar contábil Eric Leal.

O jovem relatou que, depois disso, um carro que estava saindo de uma garagem distraiu o assaltante. “Quando ele se distraiu com o carro, não pensei duas vezes e saí correndo. Ele ficou parado me olhando. Deu um minuto, saiu andando”, acrescenta.

Homem é atingido por golpe de facão enquanto caminhava na rua em Santa Maria.
 
 
Homem é atingido por golpe de facão enquanto caminhava na rua em Santa Maria

Homem é atingido por golpe de facão enquanto caminhava na rua em Santa Maria

 

Eric ficou ferido na orelha e precisou tomar três pontos. “Poderia ter sido muito pior. Ele veio me seguindo, mas na hora não me atentei. Continuei andando e ele veio com facão”.

O jovem registrou boletim de ocorrência na delegacia após ter sido atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Ele conta que nunca havia passado por uma situação assim em Santa Maria.

“É complicado, todo mundo se sente mais inseguro. Por um tempo [vou] ficar um pouco mais alerta, andar na rua mais preocupado”.

A Polícia Civil investiga o caso. Até o momento, ninguém foi preso.

Fonte: G1

Compartilhe
  • 85
  •  
  •  
  •  
  •  
    85
    Shares

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*