Amoras ONG tem sala de acolhimento às vítimas de violência na DP

Numa concorrida solenidade, com a presença do Sub Chefe de Polícia do RS, Fábio Mota Lopes, diretor do Departamento de Polícia do Interior, Joberti Pinto, delegado Valeriano Garcia Neto, as Amoras ONG, servidores da polícia civil, autoridades civis e militares aconteceu a inauguração da sala da ONG na Delegacia de Alegrete.

A partir de uma conversa informal entre umas das integrantes da Amoras, Ingrid Urbaneto e o Delegado Valeriano surgiu a ideia de montar uma sala de acolhimento a meninas e mulheres vítimas de violência doméstica, em Alegrete, já que essa ação antes feita logo após as audiências de conciliação, no Fórum, deixaram de existir devido a uma reestruturação do Judiciário.

A ex delegada regional, Patrícia Sanchotene, que agora trabalha em Porto Alegre, prestigiou o ato.

  • No momento em que as Amoras perderam esse espaço, senti a necessidade de ajudar e foi assim que surgiu a ideia desta sala para o acolhimento às mulheres, de forma ímpar, realizada por estas voluntárias, destacou o Delegado.

 

Evelise Leonardi , presidente da Amoras, estava emocionada junto com suas parceiras dizendo ser uma grande conquista e a continuidade do Pé de Amoras e sororidade, na DP, às mulheres e meninas vítimas de violência doméstica.

O atendimento será às quintas e sextas-feiras das 14h às 17h, quando sempre alguma das voluntárias da ONG farão este acolhimento a quem sofre qualquer tipo de violência doméstica e faz a denúncia.

A Amoras ONG fará dois anos em junho e o que move estas mulheres é a vontade de ajudar, com a mais pura dedicação, de quem acredita que saber ouvir e acolher pode ser um diferencial de resgate a quem sofre, se fragiliza e precisa de amor para prosseguir sua reconstrução interior e cidadã .

Vera Soares Pedroso

 

 

Compartilhe
  • 759
  •  
  •  
  •  
  •  
    759
    Shares
Curta nossa Fan Page

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*