Arrozeiros de Alegrete propõem audiência pública para tratar das estradas

A situação das estradas do interior do Município sempre é pauta entre produtores rurais. A Associação dos Arrozeiros atenta às condições de trafegabilidade busca soluções plausíveis para esta questão. E, inclusive, propôs uma audiência pública para tratar do tema.

A presidente Fátima Marchezan informa que estradas por onde passam muitos caminhões com grãos ou gado são as mais atingidas. Como a que passa pelo Inhanduí e vai ate o Itapororó, região produtora de arroz e soja. Outra troncal que sempre precisa de manutenção, é a estrada do Rincão de São Miguel, onde também tem produção de grãos, alerta Fátima.

Quanto à parceria com o Exército, a produtora diz que deveria ter uma contrapartida da Prefeitura e que não coube no orçamento do Município, devido as demandas da última enchente.

Ela acredita que as estradas com maior fluxo de veículos pesados devem ter uma atenção especial da Prefeitura .E sugeriu que se passe o rolo para compactar o material, porque na primeira chuva, segundo Fátima Marchezan, o cascalho vai por água abaixo.

Após o feriadão da Páscoa, a Secretaria de Infraestrutura concentra suas ações no interior do Município, atendendo em quatro frentes de trabalho. Está com uma patrola na região do Taperão, outra patrola está trabalhando na Conceição. Também há uma patrola fazendo reparos na estrada do Silvestre e uma quarta patrola trabalhando nas estradas do Itapevi.
Na cidade, uma patrola está trabalhando nas ruas do Bairro Saint Pastous. Aproveitando o bom tempo, a Secretaria de Infraestrutura intensifica o trabalho priorizando os trechos mais críticos.

Compartilhe
  • 182
  •  
  •  
  •  
  •  
    182
    Shares

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*