Atendimento dos bancos estatais federais deixa muito a desejar em Alegrete – reclamam os clientes

A demora de atendimento em dois bancos estatais de Alegrete, a Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, recebe muitas reclamações.

Ainda neste mês de outubro, o Procon foi por três vezes ao Banco do Brasil devido às reclamações de clientes que estavam demorando mais de uma hora para serem atendidos nos Caixas.

Depois que o Procon esteve no banco, o gerente da agência de Alegrete, Ademir Dick, disse que nos períodos de maior demanda serão disponibilizado quatro caixas para atendimento ao público. Ele disse ainda que a agência local tem sete mil clientes. Na sexta-feira(28), ainda no mês de setembro, explica que houve um movimento acima do normal com o pagamento o ITR e que ninguém saiu do Banco sem ser atendido.

Outro banco que em que clientes relatam  descontamento com o atendimento é a Caixa Econômica Federal. Com vários serviços de financiamento de casa própria, FGTS e outros quem busca a Caixa, em alguns dias os clientes ficam mais de uma hora esperando.

O gerente Paulo César  Schluter diz que a maior demanda é no atendimento social, porque estão com dois empregados com licença médica. Hoje a agência tem 21 servidores e, conforme o gerente, sempre tem alguém em férias. Ele coloca que uma excelente alternativa aos clientes seria a utilização dos aplicativos que facilitam e trazem comodidade aos clientes. -Este é o futuro, a Caixa esta abrindo 100 agências digitais até dezembro, destaca. E que como não tem previsão de concursos, não ha como ter mais servidores.

De acordo com o diretor do Procon, Jeferson Cambraia, o tempo de espera, para o cliente ser atendido nos Caixas, conforme a lei, é de 35 minutos às sextas e segundas- feiras, o quem não vem sendo respeitados em alguns bancos.

Vera Soares Pedroso

Compartilhar

1 Comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*