Brigada Militar celebra 181 anos de trabalhos prestados à comunidade

Neste dia 18 de novembro a valorosa instituição, Brigada Militar, comemora seus 181 anos. Em Alegrete, o trabalho sempre foi diferenciado, entretanto, neste ano com destaques ainda mais significativos, dos guerreiros de farda.

Mesmo como baixo efetivo, as ações dos policias no município se destacam e isso fica evidente no número de abordagens apreensões, prisões, interceptações e flagrantes. O patrulhamento ostensivo e preventivo é reconhecido pela comunidade. Numa entrevista com Comandante local, Capitão Jean Quatrin, no mês de outubro um dos destaques foi o recorde de apreensões de drogas em 9 meses. Assim como, apreensão de armas de fogos, facas, prisões, recuperação de veículos e ações rápidas que o resultado é muito positivo quanto aos produtos furtados que são restituídos às vítimas.

 

Em 2018, até o momento, foram mais de 800 prisões, entre flagrantes e TC de menor potencial ofensivo. Além de mais de 11 mil pessoas abordadas, 5 mil veículos fiscalizados, 13 veículos recuperados, 28 armas de fogo apreendidas. E o que mais impressiona, apreensão de drogas, mais de 40 Kg. De todas as apreensões, muita pasta base de cocaína que tem um significativo valor  agregado, além de maconha e crack.

Dois grandes destaques nesses últimos meses: o primeiro foi de um latrocínio em novembro do ano passado, José Ademir Rodrigues Guedes, 55 anos, na Zona Leste. Em pouco tempo, um dos acusados trocou tiros com as guarnições, na BR 290, (mato), e foi preso. Naquela noite, o efetivo que estava de folga ou férias de imediato saiu ao encalce dos criminosos.

O segundo fato e mais recente, foi a fuga de oito apenados, na Casa Prisional de Alegrete, no início de setembro. Mais uma vez, todo efetivo, entre aqueles que estavam de férias, folga e, até mesmo casos de policiais que fizeram mais de 80 Km, foram decisivos para o rápido e eficaz resultado que terminou com a captura dos oito foragidos em sete horas. No total são mais de 30 foragidos capturados até este mês em Alegrete.

A Brigada Militar conta com Policiamento Ostensivo, Grupo de Operações Especiais (GOE), Patrulha Tático Rural(PATAR) e ROCAM (Rondas Ostensivas Com Apoio de Motos. A dedicação dos policiais, que atuam nas ruas, aliada ao trabalho de um setor responsável, é determinante e de alta eficiência no combate à criminalidade.

Capitão Jean, à época, também, citou que até janeiro estava sozinho. Ele ressaltou a chegada de mais dois Oficiais; Tenentes Nei e Gerson. Isto, segundo o Comandante, melhorou o planejamento e a execução do serviço. As ações positivas são fundamentais para que não haja o ingresso de facções criminosas no município.

“Quando se trabalha focado e engajado no combate à criminalidade, isso supera qualquer planejamento. Tem que prender, aqui se prende”, assegura.

“É fácil a missão de comandar homens livres; basta mostrar-lhes o caminho do dever” – General Osório. Essa frase foi citada pelo Comandante do 2°Esquadrão, Capitão Jean Quatrin  durante a entrevista.

Também, nesta data, comemora-se o 14° aniversário da criação do GOE no município. Criado em 2004, o Grupo de Operações Especiais tem um destaque importante dentro da Brigada Militar.

O fundador do grupo em Alegrete, Tenente Morales, está na reserva. À época o número de reincidências de crimes como assaltos, furtos, roubos e o tráfico fizeram com que o Tenente levasse ao Comandante do 2º Esquadrão de Alegrete, major Odilon Real Martins, a ideia de criar um grupo especializado para que atuasse diretamente nesses casos. A iniciativa contou com o apoio do Capitão Bagé sub comandante naquele ano.

Com a aprovação do Comando, cinco policias que tinham o perfil foram selecionados e realizaram um curso de aperfeiçoamento com instrutor Marcos do Val(fundador e instrutor-chefe do CATI (Centro Avançado em Técnicas de Imobilização). Ele já havia ministrado  cursos também para unidades das SWATs em cidades dos Estados Unidos). Durante os dois primeiros anos os policiais trabalhavam como uma patrulha tática, depois em 2004 foi denominado GOE. Atualmente o grupo conta com oito policias e a coordenação do Tenente Nei.

 

Flaviane Favero

Compartilhar

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*