Caso Kauane: laudos indicam que criança sofreu abuso sexual

Criança, de seis anos, foi encontrada seminua com sinais de estrangulamento em uma vala, em Mongaguá, na segunda-feira (22). Polícia investiga o caso

Exames preliminares do IML (Instituto Médico Legal) indicaram lesões nas partes íntimas da menina Kauane Cristhiny Soares Rodrigues, de seis anos, encontrada morta na segunda-feira (22), em uma vala em Mongaguá, cidade do litoral de São Paulo.

De acordo com a repórter Ingrid Griebel, da Record TV, os policiais já dizem, com base nesses laudos iniciais, que a criança sofreu abuso sexual.

Com ajuda de cães farejadores, a polícia encontrou na noite desta segunda-feira (22) o corpo da menina seminu com marcas de estrangulamento em uma vala, numa região de mata próxima à casa onde a criança morava com a mãe e o irmão.

Ainda na segunda, a Polícia Civil prendeu o morador de rua Rodrigo de Paula, que confessou ser o autor da morte da menina. Ainda não foram divulgados detalhes sobre as circunstâncias e a motivação do assassinato.

Nesta quarta (24), a menina foi sepultada em um cemitério do Morumbi, na zona oeste de São Paulo. Familiares de Kauane vieram para a capital paulista e, informou a repórter, não devem retornar à Mongaguá.

Vídeo

Imagens de câmera de segurança mostram o momento em que um homem carrega no colo a menina Kauane minutos antes de matá-la. O registro das imagens ocorreu durante a madrugada, às 4h31. É possível perceber, no canto superior esquerdo da tela, na rua, que o suspeito leva a menina em seus braços, em direção à avenida Sorocabana.

Fonte; R7

Compartilhe
  • 168
  •  
  •  
  •  
  •  
    168
    Shares

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*