Claudio Osório, o alegretense expert em marketing digital, faz sucesso no coração do Rio Grande

O alegretense Cláudio Ozório é mercadólogo, com MBA em Gestão, Empreendedorismo e Marketing pela PUCRS e formação clássica em PNL. Saiu de Alegrete em 1996, com planos de crescer profissionalmente. Retornou aos pagos em 2002, onde permaneceu por por cinco anos.

Morador dos Canudos, Cláudio é casado com a também alegretense Grazieli Ozório, com quem tem uma filha. Aos 41 anos, o colorado ainda se aventurou por Venâncio Aires entre 2007 e 2008, para então aterrissar no Coração do Rio Grande.

Em Santa Maria acumula mais de 15 anos de experiência na área de design, diretor de arte e diretor de criação. Com diversas certificações em marketing digital, especialista em Inbound Marketing. o alegretense é um expert no assunto.

Atualmente, atua como mentor de negócios, palestrante e é o diretor executivo da Ozorio Design Digital, agência de marketing situada em Santa Maria, mas com atuação nacional. E foi com ele que batemos um papo via rede sociais, canal que ele tanto entende.

Confira a entrevista na íntegra:

Portal: Qual é a tendência no cenário digital em 2019?

Ozório: Mais do que tendência, o consumidor irá se relacionar cada vez mais com as marcas via digital, e diria que são movimentos reais, e quando falo digital, pode ser site, e-mail, Messenger, WhatsApp e outros. Consequentemente as vendas por redes sociais e mensageiros irão aumentar, então, 2019 é o ano de concretização da comunicação comercial no ambiente digital e as empresas precisam profissionalizar suas presenças.

Portal: Como assim ? Precisamos nos modernizar ainda mais ?

Ozório: Sei de empresas tradicionais, com foco na venda presencial, e lojas em shoppings que implementaram metas de venda via atendimento por meios digitais, e esta meta, ou melhor, este tipo de venda tem de representar 20% do faturamento. Então, não é vender via loja virtual, mas vender via rede social, atendendo quem faz contato via Facebook e Instagram, ou que solicita informações pelo whatsapp. No geral, 2019 é momento das marcas estarem definitivamente conectadas.

Portal: Qual a estratégia de marketing para as empresas que reclamam de poucas vendas ?

Ozório: Mostrar o preço. Um problema das empresas que não conseguem converter vendas via redes sociais está na qualidade do conteúdo, a presença digital das empresas ainda é muito amadora e imatura, é o famoso sobrinho, o menino do computador, ou seja, não profissionalizaram a comunicação.

Já na outra ponta, quando a empresa já se profissionalizou, se não vende é porque não esta sabendo usar tudo que o digital pode entregar, ou pior, não esta mostrando o preço. É aquela ideia de mostrar um produto e dizer “me chama que te digo quanto custa”, isso não dá mais certo, o consumidor hoje quer agilidade, em minutos ele já percorreu diversas lojas, leva quem deixar mais claro preço, forma de pagamento e souber lidar com o contato que chegar via redes sociais.

Portal: Qual a receita então ?

Ozório: 73% dos internautas que consomem pela internet visitam sites de referência e buscadores de preço, 50% mudam de opinião se perceber uma avaliação negativa, então, a empresa precisa profissionalizar sua comunicação e perder o medo de expor seus preços.

Portal: Como é o teu trabalho em Santa Maria?

Ozório: Atualmente tenho uma agência de marketing em Santa Maria, pioneira em processos de comunicação digital, e desta forma, além de atender marcas locais, atendo clientes em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e até no Uruguai. Fora de agência, atuo como palestrante e consultor de marketing, e com mentorias para empresas.

Portal: Vivemos na era do Facebook, Instagran, Watts App e outras redes sociais. Como tu analisa essa vida desregrada nas redes sociais ?

Ozório: Complicado, o usuário, o internauta brasileiro é muito imaturo, não sabe consumir as redes, não sabe tirar delas o melhor proveito e pensando em internet, são sabe como usá-la para se desenvolver, isso me preocupa. Vivemos um momento que mostra que não sabemos nos portar digitalmente ainda, porém, me agarro no ponto de vista que é melhor ter um grande volume de pessoas conectadas, que de repente, em algum momento, uma parcela pode perceber o grande potencial de viver online e despertar para se tornarem melhores do que ninguém estar conectado.

Portal: De que forma usar então ?

Ozório: Ora, a internet é um mar de oportunidades incríveis, eu mesmo, acabo de terminar um MBA com professores renomados internacionalmente, como o Moniak, um dos fundadores da Apple junto com Steve Jobs, e agora vou partir para fazer mais uma faculdade, e com profissionais incríveis.

Portal: Tu trabalhas com empresas que usam as ferramentas digitais com a clientela. Quais os prós e contras deste serviço ?

Ozório: O positivo de usar ferramentas avançadas, para uma empresa, é poder melhorar todos os seus processos de gestão, investimento, vendas e afins. Tudo pode ser otimizado e melhorar pois tudo é muito às claras, tudo tem relatório e recursos de análise de dados incríveis, tem muita inteligência estratégica envolvida. O ruim é perder a mão, achar que só o digital funciona, ou usar mal os recursos e depois achar que não funciona. Pior é o tempo, o digital requer tempo, são projetos de médio a longo prazo, então tem de se ter paciência. A outra questão é perder o refino, ficar tão digital que não sabe mais como atender bem um cliente, isso tem de ter um limite.

Portal: O que as empresas procuram de um bom design digital ?

Ozório: Uma ideia fluida, o conceito de “design digital” eu criei pensando na estratégia do design thinking – desenvolver processos de forma inovadora, disruptiva, ágil, eficiente, mutável e adaptável para melhorar desempenho – ou seja, hoje penso em como otimizar os processos e melhorar os resultados meus, de minha empresa e claro, de meus clientes. Então, este é o conceito do termo, se separar e analisar um por um, quem nos contrato por design quer algo que esteja acima de tendências, adequado ao mercado e com forte conceito. Já no digital, as empresas buscam solucionar problemas, basicamente economizar na comunicação, mas não estou falando de reduzir verba, mas de otimizar mesmo, ver o retorno do que é investido, obter resultado. É simples, fazer um anúncio no digital permite uns dias depois já poder avaliar como esta sendo o alcance deste anúncio, quem está sendo atingido por ele, conversões e métricas.

Portal: Resume essa ciência para nós ?

Ozório: Na real mudaram os canais por onde se chega ao cliente, mas o negócio, no conceito é o mesmo, a empresa tem o produto e quer vender, do outro lado tem o cliente que quer comprar ou ainda não sabe que quer comprar, mas é um vendendo e outro comprando, o mesmo jogo de sempre.

Portal: Todo mundo quer vender mais, existe uma fórmula para tudo isto ?

Ozório: A melhor resposta é “depende”, acredito que existem fórmulas, estratégias que podem sim ser muito bem sucedidas, mas não servem para todo mundo. O tempo de compra de um produto é diferente do outro. Exemplo, vender um pão é todo dia, uma fórmula, vender um carro ou uma casa já é outra, e o tempo de maturação é bem diferente.  No geral, todos podem ter uma estratégia, precisam ter, mas não são fórmulas comuns que servem para tudo e todos, toda estratégia precisa ser afinada.

Portal: Tu és fã de histórias de Marvel, Star Wars. Como é esse teu lado aficionado ?

Ozório: Nossa, isso é quem eu sou, e feliz por isso. Por anos eu curti meio isolado, sem deixar transparecer demais que curto cinema, heróis, mundos de fantasias, até que assistindo uma palestra do Deli Matsuo, que foi chefe de recursos humanos do Google para a América Latina, meu mindset mudou quando ele disse que o profissional, o gerente, o diretor, tem de assumir quem é, as coisas que gosta, pois isto ajuda a criar conexões reais com as pessoas, equipe, clientes, e ele citou que se o cara é nerd, tem que deixar fluir. Era o que eu precisava ouvir. Ali eu passei a viver isso no meu dia a dia. A agência é um tributo a Star Wars, e já rolou até cosplay em estréia do filme nos cinemas, me dei de presente ir a caráter, de manto, sabre de luz e tudo mais. Se pensar no momento, então, que felicidade tem filme de super herói a todo momento, curto demais e uso isso como fonte inspiradora, é um momento meu, de viver a criança, deixar o criativo mais energizado e o emocional só agradece. Costumo brincar que isso mantém a pele do rosto lisa, e os músculos da face ativos, sorrindo com as aventuras nas telonas. Ah, e claro, já to passando isso para a filha, nerdpower.

Portal: Tens algum cliente em Alegrete. Está nos planos trabalhar no Baita Chão ?

Ozório: Já tive clientes na terrinha, e aprendi demais com eles, minha caminhada na comunicação nasceu em Alegrete. Atualmente não tenho clientes ativos na cidade, mas estou desenvolvendo um projeto que gostaria de ver acontecendo na cidade, quero ajudar o Alegrete a se desenvolver, e acredito que o digital pode ser um ótimo caminho.

Portal: De que forma isso pode virar realidade ?

Ozório: Em setembro de 2018 promovi um evento de marketing digital aqui em Santa Maria que foi um sucesso. Já estou planejando a segunda edição aqui na cidade, mas para Alegrete penso em um composto de palestras. Seria incrível poder palestrar para os empresários e agentes do Legislativo e Executivo. Tem muita ideia no digital que pode nascer ou ganhar força, tem muita coisa que pode ser melhorada nos processos comerciais com as redes sociais, e meu trabalho de compartilhar conteúdo esta pautado nisto. Falando o que fazer, o que é mito, o que vale a pena, enfim, certo que um de meus desejos para 2019, ou melhor, projeto, é poder estar em Alegrete palestrando e contribuindo com o desenvolvimento da cidade.

Portal: Deixa uma mensagem para os alegretenses?

Ozório: Aos alegretenses, penso que é lembrá-los que é preciso manter a crença na cidade, acreditar e saber perceber o valor de se estar em uma terra acolhedora, acho que isso é Alegrete: um Baita Chão mesmo. Comecei a me construir nesta terra, foi aonde pude ver meu pai se tornar referência como professor, sempre generoso ao compartilhar seu conhecimento, e tem muito de Alegrete em minhas memórias, por mais que passe o tempo e viagens, não se esquece do ventinho na Avenida Freitas Vale entre as árvores, ou da Praça Getúlio Vargas, e aonde se vai se encontra um amigo. Então, a mensagem é que vivem nesse lugar maravilhoso, a todos desta terra que amei desde guri, desejo sempre o melhor.

Júlio Cesar Santos Fotos: Arquivo Pessoal

Compartilhe
  • 552
  •  
  •  
  •  
  •  
    552
    Shares

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*