Como um dependente químico pode devastar uma família; acompanhe o relato de uma mãe

O desespero das famílias que enfrentam o problemas com filhos dependentes químicos, álcool entre outros. O vício da droga, sobretudo o crack devassa milhares de famílias, em todo mundo diariamente. Em Alegrete, infelizmente esta realidade, também, é assustadora.

O Portal Alegrete Tudo recebeu a visita de uma mãe que relatou um pouco desse sofrimento e deixou um alerta para os pais. Segundo ela, é muito difícil encarar essa situação e reconhecer que o filho é dependente químico. Para evitar represálias com o caçula, a dona de casa preferiu não identificá-lo.

Acompanhe a história desta família

De origem humilde, a mulher de 56 anos é mãe de 7 filhos. O problema e todo o drama é com o filho caçula. Desde os 13 anos ele passou a frequentar locais onde a turma não tinha aprovação da mãe. Mas, o jovem insistiu e durante alguns anos, ela achava que era apenas coisas da idade, fase e tudo iria passar. Porém, há um ano a notícia de que o filho era dependente químico assolou a vida da dona de casa. A descoberta foi da pior maneira possível, o jovem passou a vender objetos da casa, furtar valores na bolsa da mãe, além de começar a fazer uso de bebida alcoólica e cigarros. O uso do crack, maconha e a dependência também o deixaram agressivo.

A  mãe começou a travar uma luta para conseguir tratamento e  ajudar o filho. Foram meses de luta e em muitas abstinências o esforço tinha que ser redobrado.  Nesse período, eles passaram pelo CAPS, UPA, Santa Casa e muitas consultas. A cada vez que o filho dava alta e não conseguia ficar sem o vício a recaída era ainda pior. A peregrinação da mãe foi conseguir uma internação permanente que pudesse ser feita a desintoxicação e depois fosse levado para uma clínica que é específica para dependentes químicos e alcoólatras. O projeto de ressocialização é feito em outro município.

De todas as batalhas que essa mãe travou, de todas dificuldades e conquistas, ela sentencia que a  persistência e o amor são ingredientes indispensáveis. ” Os pais precisam olhar mais para seus filhos. Um olhar crítico e aceitar que é possível o envolvimento deles com esse mundo cruel das drogas. Precisamos ser sempre a fortaleza para ajuda-los e protege-los.” Concluiu.

Flaviane Favero

 

Imagem ilustrativa

Compartilhe
  • 141
  •  
  •  
  •  
  •  
    141
    Shares
Curta nossa Fan Page

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*