Comprador 1.7.1 é preso na madrugada tripulando carro que iria comprar


Brigada Militar recuperou veículo furtado em menos de duas horas, após comunicado do proprietário que é guarda municipal. As guarnições eram compostas pelo 3° sargento Edson, soldados Rogoski e Eugênio. Comunitário Zona Leste soldados Rui Dias e Adrieli.

O motorista de 17 anos fez várias manobras perigosas, andou na contramão e em alta velocidade. Ele colocou em risco a vida de pedestres, além da própria vida, dos caronas e dos policiais.

O adolescente que já tem passagens por furto de uma moto, foi até a casa do dono do Corsa Classic, na noite de quarta-feira(31). Ele informou que gostaria de comprar o veículo, porém precisava dar uma volta na quadra para testá-lo, pois estava acompanhado do mecânico.

Confiando no indivíduo e usando da boa fé, o dono do carro liberou para que o possível comprador desse uma volta na quadra. Mas o desespero começou perto da meia noite, quando o dono se deu conta que o interessado e o carona não  haviam retornado. Então foi até à DP fazer o registro.

Os policiais ficaram com o número da placa e no início da madrugada receberam uma denuncia de que o indivíduo estava no posto localizado na BR 290, em Alegrete. A guarnição estava em deslocamento quando soube que a viatura do policiamento comunitário Zona Leste já estava acompanhando o veículo. O condutor não obedeceu a ordem de Pare e iniciou uma fuga perigosa pelas ruas centrais. Um dos pontos foi próximo a um bar 24h que estava com muitos clientes.

Depois de passar a ponte Borges de Medeiros, subiu a Barão do Amazonas e ao chegar na Praça Getúlio Vargas desceu na contramão. Fez a conversão à esquerda e seguiu pela rua José Bonifácio, também, na mão contraria da via.

Na sequência, foi para Avenida Eurípedes Brasil Milano, Marechal Floriano e Daltro Filho. Perto da escola Manoel Estivalet, o Corsa foi encontrado dentro de uma vala. Os ocupantes saíram correndo, mas interceptados pelos policiais. Conduzidos à DP, o menor foi reconhecido pelo dono do carro como o indivíduo que foi até a residência com interesse em comprar o referido veículo. Já o acusado alegou que estava negociando, mas que seria com outro homem.

 

O casal que estava no carro e os dois maiores de idade, foram ouvidos como testemunhas e liberados. Assim como o menor que já tem passagens, fugiu em alta velocidade por ruas centrais, realizou direção perigosa e foi liberado. O proprietário disse que o valor não deve ser inferior a 3 mil reais para o conserto do Corsa, que ficou com danos consideráveis.

 

 

Compartilhar

Curta nossa Fan Page

2 Comentários

  1. Que Brasil é esse que o ladrão de 17 anos foi liberado. Povo que ladrão preso seja quem for de gravata ou chinelo. Muda as leis ou o povo ficará refém da bandidagem no dia a dia.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*