Detento morre após passar mal no Presídio de Alegrete

O apenado do semiaberto Luis Antônio Soares Dorneles, de 49 anos, morreu no início da noite de sexta-feira(29), pouco tempo depois de chegar no Presídio Estadual de Alegrete. O médico atestou morte súbita por parada cardiorrespiratória.

Segundo o registro policial, o homem chegou na Casa Prisional, no horário determinado pela Justiça. Depois da revista, antes de seguir para o anexo, o detento caiu no solo como se tivesse convulsionando. Um agente da Susepe ligou para o SAMU e foi orientado a realizar massagem cardíaca, o que foi feito até a ambulância chegar. Ele foi levado à UPA, mas não resistiu. Com passagens desde 1985, Vulgo Tonho, havia retornado para o Presídio em agosto de 2016.

Em março deste ano, teve progressão da pena e passou para o regime semiaberto. Luis Antônio era condenado pelo crime de homicídio. Com várias passagens pela polícia, o apenado permaneceu muitos anos dentro da Casa Prisional.

Na manhã deste sábado(30), o Presídio que tem capacidade para 81 presos, está com 226 detentos, além de 60 em sistema de rodízio.

 

Flaviane Favero

Compartilhe
  • 601
  •  
  •  
  •  
  •  
    601
    Shares
Curta nossa Fan Page

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*