‘Difícil explicar porque foi muito rápido’, diz jogador de futsal que estava em ônibus que se acidentou em Itaqui

Ala Pablo Radaeli morreu no acidente, na madrugada deste domingo (14). Inquérito será aberto nesta segunda-feira (14) para esclarecer o que causou o tombamento do ônibus.

acidente com o ônibus do Passo Fundo Futsal, que ocorreu na madrugada deste domingo (14), em Itaqui, na Região Norte do Estado, aconteceu muito rápido, de acordo com o goleiro do time, Angelo Mariga. Ele estava em um banco na frente do ala Pablo Yago Radaeli, de 22 anos, que morreu no acidente.

“Difícil explicar porque foi tudo muito rápido. Eu estava acordado. Senti que o ônibus perdeu um pouco o controle, e de repente, a gente já tava de lado”, narra o jogador. O acidente aconteceu por volta das 2h30 do km 430,8 da BR-472.

Conforme Angelo, Pablo estava dormindo quando o ônibus tombou. “Ele não teve chance de reagir”, comenta o goleiro.

O capitão e pivô da equipe, Dilvo Molossi, também estava no ônibus. “Lembro muito pouco, do primeiro impacto que jogou a gente pra cima, depois o ônibus capotando e arrastando mata a dentro”, relembra.

“Na hora, a gente meio que levantou, tentou ver quem estava bem, ajudar”, comenta.

O acidente aconteceu quando o time retornava de Uruguaiana, na Fronteira Oeste, para Passo Fundo, depois de um jogo, na noite de sábado (13), contra a Associação Esportiva Uruguaianense, pela Liga Gaúcha de Futsal.

Ônibus que levava delegação do Passo Fundo Futsal tombou em Itaqui — Foto: Eduardo Belmonte/Rádio Cultura

Ônibus que levava delegação do Passo Fundo Futsal tombou em Itaqui — Foto: Eduardo Belmonte/Rádio Cultura

‘A gente não tem muitas palavras’

Pablo era de Novo Hamburgo e jogava no Passo Fundo Futsal desde o início da temporada. O acidente causou comoção no estado, e os colegas lamentaram a perda do jovem. “É um sentimento de muita dor. A gente não tem muitas palavras”, diz Angelo.

“A gente só tem memórias boas dele, um menino sensacional, que estava só começando a carreira, tinha a vida pela frente. Que ele cuide de nós lá de cima”, emocionou-se Dilvo, que quebrou um braço no acidente.

O roupeiro do time, Sandi Vieira, teve lesões graves e foi hospitalizado. Ao longo do dia, seu quadro ficou estável, e ele foi liberado da CTI do Hospital Ivan Goulart, na cidade vizinha de São Borja, para seguir tratamento no Hospital de Clínicas de Passo Fundo. Ele quebrou os dois braços e teve lesões nas costas. Treze passageiros tiveram ferimentos leves.

O corpo de Pablo foi encaminhado para uma funerária de Cruz Alta, e deve chegar a Passo Fundo na noite de domingo (14), para o velório, no Ginásio do Capingui. O enterro será em Novo Hamburgo.

A Polícia Rodoviária Federal atendeu a ocorrência e não identificou nenhuma possível causa. Conforme a delegada de Itaqui, Débora Poltosi, nesta segunda-feira (15) um inquérito será instaurado para investigar o acidente.

  • Fonte: G1
Compartilhe
  • 24
  •  
  •  
  •  
  •  
    24
    Shares
Curta nossa Fan Page

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*