EJA do CIEP apresenta trabalho sobre desaparecidos políticos

A totalidade 7 da Educação de Jovens e Adultos da Escola Dr. Romário Araújo de Oliveira – Ciep, apresentou, na última segunda-feira (3), um espetáculo teatral sobre seis pessoas desaparecidas no período da Ditadura Militar no Brasil (1964 – 1985). O tema gerador dos trabalhos baseou-se nos Direitos Humanos.

O espetáculo encenado em formato de Teatro-Vivência (Espectador dentro do espaço cênico), propôs uma alegoria sobre a vida dessas seis pessoas. Os alunos montaram seis túmulos, cada qual com o nome do desaparecido político e a data de nascimento. Na data de morte foi colocado apenas um ponto de interrogação. Cada ator, leu uma carta que supostamente foi escrita pelo desaparecido.

O trabalho foi produzido pelos estudantes, Lucas de Juli, Aline Ribeiro, Darcielli Gonçalves, Luana Velasques, Lazaro Bittencourt, Claitison Brandolt, Beatriz Santos, Zilma Terezinha, Clodoaldo Gonçalves. Orientaram os trabalhos os professores Christian Nogueira, Paulo Amaral e Adriana de Oliveira.

Desaparecidos políticos no Brasil é a denominação dada aos militantes de organizações de oposição à ditadura militar (1964-1985) cujo paradeiro é desconhecido ou cuja morte é presumida, embora não comprovada. A responsabilidade por esses desaparecimentos forçados durante a ditadura tem sido atribuída a organizações do Estado brasileiro ou a terceiros – com autorização, apoio ou consentimento dos governantes da época.

Júlio Cesar Santos                                                                               Fotos: Paulo Amaral

Compartilhar

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*