Empresário morre após ser atropelado pelo próprio carro em Venâncio Aires

Odilo Wachholz, de 75 anos, estacionou no pátio de casa, saiu do veículo e caminhava em direção ao portão, quando o carro desceu a rampa que dá acesso à garagem e o atingiu.

Um homem morreu após ser atropelado pelo próprio carro em Venâncio Aires, no Vale do Rio Pardo, no Rio Grande do Sul, na segunda-feira (24). Odilo Wachholz, de 75 anos, era empresário e líder comunitário na cidade.

Familiares tentam entender como tudo aconteceu. Eles contam que Odilo havia chegado de um compromisso, estacionou no pátio de casa, saiu do veículo e caminhava em direção ao portão, quando o carro desceu a rampa que dá acesso à garagem e o atingiu. A suspeita é de que o freio de mão não estava bem puxado.

O idoso chegou a ser socorrido, mas morreu horas depois no hospital.

Além de empresário, Odilo foi presidente da Apae, do Esporte Clube Guarani, da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços e da Festa Nacional do Chimarrão.

“Ele passou sua vida toda fazendo o melhor para a comunidade de Venâncio Aires. A cidade vai sentir muito a morte de Odilo”, afirma o narrador esportivo e amigo da família Jorge Santos.

A cidade decretou luto oficial de três dias. Muita gente foi ao velório na manhã desta terça (25), na Câmara de Vereadores de Venâncio Aires.

“O seu Odilo deixou um exemplo para mim, que hoje está meio vago, que é como se conduz uma família”, diz o vizinho Edson Baird.

O idoso deixa esposa, três filhas e cinco netos.

“Sempre costumava nos ajudar com propostas, sugestões, com uma série de conselhos para todos nós, para toda a nossa a família, para os netos”, lembra o genro Eduardo Eugênio Assmann.

Odilo foi presidente da Festa Nacional do Chimarrão — Foto: Arquivo pessoal

Odilo foi presidente da Festa Nacional do Chimarrão — Foto: Arquivo pessoal

Fonte: G1

Compartilhe
  • 112
  •  
  •  
  •  
  •  
    112
    Shares

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*