Fabrício, o bailarino alegretense que dá aula de dança e solidariedade


Talento não escolhe classe social e nem família. Corpo franzino, mas gigante diante da enorme capacidade de expressar sua capacidade na arte da dança e outras expressões.

Fabrício Augusto Ferreira da Silva desde o sete anos sentiu que nasceu para dançar e ensinar outros a expressar esta arte. Tudo começou nos antigos CRICAS da Prefeitura por volta de 1998.

Primeiro integrou a Banda da Escola Estadual Dr Lauro Dornelles, onde passou por todos os setores e, inclusive treinou as balizas. Ele contou com ajuda de Fernando Almeida nesta época.

Dedicado, sempre buscou participar de oficinas de dança, estudos sobre o tema e assim foi avançando nesta atividade.

Passou pelo projeto Mais Educação, quando ensinou dança em várias escolas de Alegrete. Fabrício, aos 25 anos, além das atividades com o Grupo Dançart, organiza eventos, coreografias de festas de 15 anos, abertura de concursos de beleza, dentre outros.

Atualmente dedica parte do seu tempo ao voluntariado com aulas de dança contemporânea a crianças, jovens e às divas no salão da Escola Lauro Dornelles que foi cedido pela diretora Mirza Nunes, por reconhecer o talento de Fabrício.

Neste trabalho participam alunos da escola e pessoas da comunidade, diz o bailarino.

E para ajudar as pessoas a realizarem sonhos, ele com ajuda do grupo, faz promoções e compra, aos que não tem condições, sapatilhas e malhas a alguns integrantes do grupo Dançart.

Ressalta que são todas da comunidade da Zona Leste e nunca passaram por academia.

Vera Soares Pedroso

 

Compartilhar

Curta nossa Fan Page

1 Comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*