Fórum de Alegrete retorna às atividades após 12 dias fechado

Depois de 12 dias  com as portas fechadas devido a um problema na rede elétrica, a prestação de serviços do Fórum de Alegrete normalizou nesta segunda-feira(1°). O trabalho foi realizado com o regular atendimento ao público, advogados, realização de audiências, protocolo geral, entre outros serviços.

Francisco Luis Morsch, Juiz Diretor do Foro, salientou que durante o período em que se fez necessário o fechamento do prédio, todas as medidas urgentes foram atendidas pelo telefone do plantão judiciário.

Ressalta, ainda, que o problema da falta de energia elétrica desencadeou outras adversidades, como, por exemplo, abastecimento de água e segurança do prédio, inviabilizando a sua ocupação nesse período, motivo pelo qual foi determinada a suspensão do atendimento externo, bem como a suspensão dos prazos (portaria 057/2019-DF).

Assim sendo, o Tribunal de Justiça Estadual contratou, de forma emergencial, a empresa Eletro GC Comércio e Instalações LTDA, com sede na cidade de Santa Maria, pelo valor de R$ 46.320,00 (quarenta e seis mil trezentos e vinte reis), o que demonstra a complexidade do caso.

Acompanhe abaixo a nota:

COMUNICADO OFICIAL

O foro de Alegrete, através do Juiz Diretor, Dr. Francisco Luis Morsch, informa que, entre os dias 19/06/2019 ao dia 01/07/2019, houve problema técnico de energia elétrica no prédio do foro, se fazendo necessária a substituição completa de todos os cabos de média tensão entre a subestação do foro junto à rede concessionária (RGE).

Ressalta-se que o problema da falta de energia elétrica desencadeou em outras adversidades, como, por exemplo, abastecimento de água e segurança do prédio, inviabilizando a sua ocupação dentre o período acima, motivo pelo qual foi determinada a suspensão do atendimento externo, bem como a suspensão dos prazos (portaria 057/2019-DF).

Assim sendo, o Tribunal de Justiça Estadual contratou, de forma emergencial, a empresa Eletro GC Comércio e Instalações LTDA, com sede na cidade de Santa Maria, pelo valor de R$ 46.320,00 (quarenta e seis mil trezentos e vinte reis), o que demonstra a complexidade do caso.

Na data de hoje, 01/07/2019, aproximadamente as 09hs10min, foi normalizada a prestação do serviço no prédio do foro, com o regular atendimento ao público, advogados, realização de audiências, protocolo geral, entre outros serviços.

Registra-se que durante o período conturbado o atendimento de medidas urgentes foi realizado através do telefone do plantão judicial.

Por fim, assinala-se que foi expedida a portaria 058/2019-DF, a qual dispõe sobre nova suspensão dos prazos entre os dias 25/06/2019 ao dia 01/07/2019.

Alegrete, 01 de julho de 2019.

Francisco Luis Morsch Juiz Diretor do Foro

Compartilhe
  • 207
  •  
  •  
  •  
  •  
    207
    Shares
Curta nossa Fan Page

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*