Geromel do Grêmio está entre os convocados por Tite para buscar o Hexa na Rússia

Os 23 homens escolhidos para buscar o hexacampeonato mundial da Seleção Brasileira estão definidos. Na tarde desta segunda-feira (14), no Rio de Janeiro, o técnico Tite anunciou os escolhidos para defender o Brasil na Copa do Mundo da Rússia.

O torneio vai de 14 de junho a 15 de julho. A estreia da Seleção será no dia 17 de junho, na cidade de Rostov, contra a Suíça.

Os jogadores vão se apresentar na próxima segunda-feira, dia 21, na Granja Comary. O gaúcho Pedro Geromel, iniciou nas categorias de base da Portuguesa e revelado pelo Palmeiras, o zagueiro transferiu-se aos 19 anos para Portugal, onde defendeu o modesto Desportivo Chaves e o Vitória de Guimarães. Pouco conhecido pelo público brasileiro, desembarcou em Porto Alegre sob desconfiança da torcida e virou motivo de piada nas redes sociais. O sobrenome engraçado, a aparência considerada pouco intimidadora para um defensor e os rebaixamentos pelo Colônia, da Alemanha,  e pelo Mallorca, da Espanha, pesavam contra a aposta da direção gremista. 

Se a expectativa assustava, o início de trabalho não dava indícios de algo muito melhor. Em seu primeiro jogo como titular, um cartão amarelo. No segundo, um gol contra. Em um Grêmio que já amargava mais de uma década sem conquistas, Geromel parecia caminhar para o hall dos esquecidos.

Reserva de Werley durante o primeiro semestre de 2014, Geromel assumiu a posição ao lado de Rhodolfo, um dos pilares técnicos da equipe. Com atuações seguras da dupla, o time comandado por Felipão transformou-se em uma fortaleza, terminando o Campeonato Brasileiro com apenas 24 gols sofridos — sete a menos que o Corinthians, segunda defesa menos vazada da competição.

Dentro de campo, livrou-se de todos os estigmas que o cercavam. De jogador com pouca visão e de má colocação, transformou-se em sinônimo de solidez defensiva e liderança no vestiário tricolor. Em 2015, levou a Bola de Prata, prêmio entregue pela revista Placar em conjunto com a ESPN. A conquista deu fim a um jejum de 19 anos de zagueiros gremistas, quando Adilson Batista foi eleito um dos melhores do Brasileirão de 1996. Em 2016, levaria o bi na Bola de Prata.

Firmado em Porto Alegre, Geromel viu as piadas virarem ao seu favor. Transformou-se em “Geromito”. A desconfiança deu lugar aos aplausos ao ter o nome anunciado no telão da Arena. Sem a companhia de Rhodolfo, vendido para o futebol turco, manteve o alto nível jogando ao lado de atletas contestados, como Erazo, Fred e Wallace Reis.

Em 2016, a chegada do argentino Walter Kannemann permitiu que o Grêmio montasse a combinação considerada historicamente perfeita pelo clube: um zagueiro técnico, outro viril. Juntos, os dois anularam os badalados ataques de Palmeiras, Cruzeiro e Atlético-MG e ajudaram o Grêmio a conquistar o título da Copa do Brasil daquele ano.

Confira os convocados de Tite:

Goleiros: Alisson (Roma), Ederson (Manchester City), Cássio (Corinthians)

Laterais: Fagner (Corinthians), Danilo (Manchester City), Marcelo (Real Madrid), Filipe Luís (Atlético de Madrid)

Zagueiros: Miranda (Inter de Milão), Marquinhos (PSG), Thiago Silva (PSG), Pedro Geromel (Grêmio)

Meio-campistas: Casemiro (Real Madrid), Fernandinho (Manchester City), Paulinho (Barcelona), Renato Augusto (Beijing Guoan), Fred (Shakhtar Donetsk), Willian (Chelsea), Philippe Coutinho (Barcelona)

Atacantes: Douglas Costa (Juventus), Neymar (PSG), Gabriel Jesus (Manchester City), Roberto Firmino (Liverpool), Taison (Shakhtar Donetsk).

Júlio Cesar Santos                                   Fotos: Pedro Martins

Compartilhar

Curta nossa Fan Page

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.