Homem atacado por onça-pintada é salvo por 5 cachorros em MS

De acordo com os bombeiros, a vítima foi verificar um mau cheiro em uma mata próxima à casa dele quando foi atacado em uma fazenda em Porto Murtinho.

Um homem de 58 anos foi salvo por 5 cachorros de estimação ao ser atacado por uma onça-pintada em uma fazenda de Porto Murtinho, a 440 km de Campo Grande.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o ataque foi no último domingo (14) e a vítima precisou de atendimento médico por conta dos ferimentos. Conforme a ocorrência, o homem levou uma mordida e um tapa do animal na região das costas, o que causou vários arranhões.

Homem é salvo por cães ao ser atacado por onça em fazenda de Porto Murtinho (MS). — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiro

Homem é salvo por cães ao ser atacado por onça em fazenda de Porto Murtinho (MS). — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiro

Segundo o relatado pelo homem à corporação, ele foi verificar a origem de um mau cheiro em uma mata acompanhado de seus cães. Ao chegar ao local, constatou que tratava-se de um animal morto e neste momento, foi atacado pela onça. Os cães começaram a latir, assustaram-na e ela fugiu.

Segundo o coronel Queiroz da Polícia Militar Ambiental (PMA), em duas outras ocasiões, funcionários de uma fazenda foram verificar mau cheiro e foram atacados por onças também, porque especialmente a onça-pintada costuma defender seu alimento:

“Ela mata a presa, depois fica se alimentando e vigiando essa carne. Essa é uma das formas em que ela pode atacar o ser humano, porque a onça-pintada não encara um ser humano adulto como uma presa, ela tende a se afastar, mas para defender seu alimento ou seus filhotes ela pode atacar”, explica.

De acordo com os bombeiros, o homem foi levado para o hospital da cidade. Ele foi atendido e liberado no mesmo dia. O G1 tentou contato com a vítima, mas até a publicação desta reportagem as ligações não foram atendidas.

Fonte:G1

Compartilhe
  • 58
  •  
  •  
  •  
  •  
    58
    Shares
Curta nossa Fan Page

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*