Menina transgênero luta por direito de participar de competições de patinação femininas

Maria Joaquina, de 11 anos, só conseguiu competir entre as meninas no Campeonato Sul-Americano de Patinação Artística através de uma liminar da Justiça.

Um sonho que, por um momento, quase terminou. Mas os pais de Maria Joaquina foram à Justiça e mudaram essa história. A menina, de 11 anos, é transgênero – nasceu menino, mas sempre se identificou como menina – e, há dois anos, participa de competições de patinação artística.

No entanto, esta semana, no Campenato Sul-Americano da categoria, foi surpreendida quando a confederação foi taxativa e disse que não a aceitaria na competição. Os pais recorreram à Justiça para a filha poder participar, mas, até poucas horas antes da prova, ninguém sabia o que iria acontecer.

No dia, Maria e os pais chegaram com a documentação e ela conseguiu participar. Mas, como só conseguiu a autorização em cima da hora, não pode fazer o reconhecimento da pista e, nervosa, caiu algumas vezes e patinou chorando.

Fonte: G1

Compartilhe
  • 19
  •  
  •  
  •  
  •  
    19
    Shares
Curta nossa Fan Page

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*