Não é blefe, alegretense Marcus Alichala já é destaque nacional como jogador de Poker


Jogador de poker há mais de 9 anos, o alegretense Marcus Alichala é referência nesse carteado na Fronteira Oeste do RS.

Com um talento nato, o atleta já começa a despontar em importantes competições em nível nacional. Marcus começou cedo, olhando o pai Roseleu Alichala. Da iniciação com os amigos, acabou gostando do jogo.

“Aos poucos fui lendo na internet as regras e começado a jogar de brinquedo no PokerStars, logo depois comecei juntamente com meu pai e amigos. Aí sim, já com valor em dinheiro”, conta Marcus.

O maior lucro em premiação ao vivo foi em 2015, na cidade de Santa Maria, ele ganhou 30 mil reais.

O alegretense jogou no maior evento do Brasil, o BSOP – Campeonato Brasileiro de Poker, etapa em São Paulo. Integrou a mesa final no Border Poker em Rivera no Uruguai, mesa final em Libres na Argentina, mesa final em Capão da Canoa e outros torneios de menor porte, mas que também conta muito.

Destaque para a participação no evento do milhão em Balneário Camboriú, além de outros eventos no Brasil e na América Latina.

Neste ano, Marcus iniciou da melhor maneira possível. Semana passada, disputou dois eventos e se destacou em duas mesas finais.

No coração do Rio Grande, no Palace Poker no hotel Itaimbé, foi a primeira etapa do ano e a premiação garantida do evento era em 150 mil reais.

O prêmio atraiu grandes jogadores de todo Rio Grande do Sul, inclusive nomes consagrados do poker do cenário nacional, como Marcelo Fonseca, Lucas Fauth “DiMenor” Affif Prado.

 

De saída, o evento Win The Button, teve mesa final do alegretense que acabou caindo na 5ª posição. Já no evento principal foi para final. Eram 91 jogadores dos 400, que disputaram a competição.

O jogo entrou a madrugada e por voltas das 5h, restaram só quatro jogadores, numa intensa disputa pelas fichas. Era segunda-feira, quando foi decidido a primeira etapa do gaúcho de poker com o alegretense na 4ª posição.

 

“Um quarto lugar no evento, foi um resultado excelente. Pois não é fácil chegar num evento desse nível. Ficou aquele gostinho de quero mais por não ter conseguido o título, mas valeu de mais, foi muito bom o resultado”, avaliou o jogador.

Marcus vai jogar toda as etapas do Gauchão, já largou na frente liderando o ranking. Ao final do ano, o melhor do ranking ganha um carro zero km.

“Vamos correr atrás para tentar trazer esse carro para Alegrete”, assegura o jogador.

 

Neste final de semana, joga o Border Poker em Rivera. A etapa de março, conta com os melhores competidores da região.

O alegretense diz que antigamente era mais difícil ter algum material de poker para estudar. “Atualmente é mais fácil,  é só abrir a internet que tu vai encontrar ali”.

“Me aperfeiçoei lendo livros, vendo vídeos e também fiz um curso de aperfeiçoamento”, conta Alichala.

 

O curso que Marcus se refere foi com um dos experts do jogo. Alexandre Gomes, o brasileiro com maior lucro no poker em torneios ao vivo, e com Marcelinho Fonseca que tem vários títulos nacionais e internacionais, além de ser um grande amigo do alegretense.

Para quem não sabe, poker é um jogo de cartas, jogado por duas ou mais pessoas, muito comum em cassinos.

É considerado o jogo de cartas mais popular do mundo, e o mais popular de uma classe de jogos nos quais os jogadores com as cartas total ou parcialmente escondidas fazem apostas para um monte central, após o resultante das apostas é atribuído ao jogador ou jogadores que possuírem o melhor conjunto de cartas dentre os que permaneceram na mão, ou ao jogador restante caso os outros tenham desistido.

 

E é exatamente esse jogo, que o alegretense vai realizar neste final de semana em Rivera. Afinal, poker é uma das coisas que mais Marcus Alichala gosta de fazer, desde guri.

Júlio Cesar Santos                             

 

Compartilhar

Curta nossa Fan Page

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*