Oliva torna-se uma nova opção para os produtores alegretenses

Uma nova alternativa para a geração de renda no campo abre-se aos produtores rurais do município

A Prefeitura do Alegrete aderiu ao Programa Olivais do Pampa, iniciativa que visa incentivar a implantação da olivicultura, cujo produto principal é a azeitona de mesa e o azeite de oliva.

Campanha_gaúcha_já_tem_olivais_em_produção

O programa nasceu com zoneamento agroclimático da Embrapa Clima Temperado, que apontou a região sul do Rio Grande do Sul como apta ao cultivo das oliveiras. Assim, vislumbrou-se a possibilidade de introduzir uma nova opção de diversificação das atividades produtivas com alvo nos pequenos e médios produtores rurais.

Com recursos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e parceria do Governo da Itália, está prevista a qualificação de técnicos, sendo que um engenheiro agrônomo da Prefeitura de Bagé já participou de curso de nove meses de duração em importante instituição italiana. Sete unidades demonstrativas foram instaladas naquele município e outras cinco estão em municípios da região.

Alegrete receberá uma unidade. Segundo o diretor da SAP, José Eurico Costa, em breve será publicado o edital para que os interessados inscrevam-se para sediar a unidade no município. O programa tem previsão futura de instalação de agroindústria beneficiadora de azeite extra-virgem e laboratório de certificação.

Programa pretende produzir azeitonas de mesa e azeite

FOTO: José Eurico Costa
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Curta nossa Fan Page

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*