Pai entra com liminar e protetora pede socorro para que animais não sejam jogados na rua


Uma situação difícil e preocupante sobre o destino de 19 cães, dez gatos e um cavalo envolveu a pessoa que acolhe e a decisão da Justiça neste dia 8.

 

Alexandra Freitas, que há anos acolhe, protege animais mantém em uma propriedade da família, em uma chácara no Corredor da Casa Preta, animais que estavam na rua, foram abandonados ou sofriam maus tratos. Como cavalo que pegou debilitado, subnutrido e cuidou- o Príncipe.

Uma irmã e o pai da jovem que cuida desses animais entraram na Justiça e conseguiram uma liminar para que fossem retirados do local. Eles alegam que em função do pai idoso de 71 anos, os bichos deviam ser retirados da casa, porque não estavam conseguindo descansar devido a latidos e brigas.

Desesperada, Alexandra Freitas diz que não tem para onde levar todos os animais e pede socorro, ajuda para que não sejam despejados na rua. Já que há tempos cuida e protege, chorando disse: como protetora digo que são bem cuidados e que não aceita que fiquem na rua. Imploro que ajudem na retirada e acolhimento.”

Ele pediu ajuda à ONG Conexão Animal que está no local tentando viabilizar uma solução, que melhor projeta os cães e gatos que estavam sendo abrigados e acolhidos por Alexandra.

O Canil Municipal já está superlotado.

 Vera Soares Pedroso

Compartilhar

Curta nossa Fan Page

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*