Pesquisa em Alegrete revela alunos depressivos, viciados em drogas e automutiladores

Uma pesquisa, por amostragem, provocada pela Secretaria de Educação e Cultura, Esporte e Lazer em escolas da rede municipal estadual mostrou uma dura realidade para crianças, jovens e adultos.
No total, de acordo com a Secretária Márcia Dorneles, foram pesquisados de 425 alunos de 4 a 60 anos ( incluindo EJA).
Os números assustam porque apontaram 158 estudantes com depressão, 103 usam drogas, 87 se auto mutilam , 45 sofrem bullyng, além de 10 grávidas adolescentes, com síndrome do pâncio e violência doméstica.
 -Foi uma pequena amostra que preocupa muito, diz o presidente da UABA, Leandro Jappur, que já vinha cobrando e estudando medidas para levar aos bairros em parceria com a Prefeitura e outras entidades.
Márcia Dorneles aponta que vai iniciar o projeto Sentinela e para isso serão reunidos os líderes e comunidades, nesta quarta -feira, no DTG Os Tauras com representantes de 8 comunidades do entorno.
A primeira medida, diz a Secretária, é fazer com que as famílias fiquem 15 minutos em contatos com seus filhos, dando atenção e ouvindo, sem usar a tecnologia midiática, quando não estão na escola. Este é o projeto Sentinela, destaca.
Já, Leandro Jappur, da UABA, vai propor que se leve mais esporte às comunidades, atividades para envolver estes estudantes e acredita que a Prefeitura vai encontrar medidas com os parceiros para minimizar, o que aponta como grave: ver crianças e jovens adoecidos das emoções. Estamos querendo ajudar a mudar, aos poucos, esta dura realidade.  Foi uma pequena amostra, porque tem muito mais problemas diante do número de 7 mil alunos, pondera o líder comunitário.
Vera Soares Pedroso

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *