Praça Getúlio Vargas é alvo de constantes pichações e depredações

Infelizmente em muitos espaços públicos onde falta conscientização de alguns, não é incomum a população se deparar com ações que acabam denegrindo a imagem da cidade. O vandalismo mudou o cenário da Praça Getúlio Vargas. Muitos patrimônios no município estão sendo descaracterizadas e destruídos por esta prática criminosa.

Com tintas diversas, as pichações são feitas em bancos, monumentos, paredes de prédios e outros. Geralmente os responsáveis pelos danos não são identificados. Com esta ação, somente neste ano, a Praça já registra mais de cinco ataques em que bancos e banheiro público são pichados, além de danos em luminárias.

A Prefeita Cleni Paz, pede para que a  população auxilie no combate a esses ações contra o patrimônio público, denunciando às autoridades e não permitindo que fatos como esses  continuem ocorrendo.  Nos últimos meses está sendo registrado um intenso trabalhado para a revitalização dos espaços públicos e frequentemente estes locais são alvo de atos de vandalismo. Tanto o Secretário de Infraestrutura, Jetter de Souza, como a Prefeita, solicitam o apoio de todos para que sejam preservados os bens que são para uso da comunidade.

PUNIÇÃO

A pichação é considerada crime pelo artigo 65 da Lei dos Crimes Ambientais, prevendo punição de três meses a um ano, além do pagamento de multa àquele que ‘pichar, grafitar ou, por outro meio, conspurcar edificação ou monumento urbano’. Se a pichação envolver patrimônio artístico, arqueológico ou histórico, a pena é aumentada de seis meses a um ano.

Flaviane Favero

Compartilhar

1 Comentário

  1. Não sei o porque existem essas câmeras de videomonitoramento na praça,se quando acontece algo desse tipo sempre ninguém vê nada.Deve ser porque sai mais barato limpar e pintar do que pagar um funcionário que monitore as telas.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*