Prédio da Estação se deteriora enquanto Prefeitura aguarda termo de cessão

A Estação ferroviária de Alegrete que está desvinculada da lista de bens arrendados pela concessionária Rumo padece pelo abandono e descaso. Sob responsabilidade do DNIT, o prédio principal começa a dar sinais de deterioração.

Dos cinco prédios. Dois estão sendo ocupados e utilizados para as atividades do Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente- CEDEDICA e o outro é a sede do Centro de Pesquisa e Documentação (CEPAL).

No prédio principal, um dos cartões postais do município, há claros sinais de deterioração. Telhas e pedaços de rebocos já caíram nesta última semana.

A pintura desgastada exibe um prédio com aspecto de abandono. Ali funcionou a Fábrica do Papai Noel que não pode investir na pintura, conforme a Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN que não autoriza mexer no patrimônio histórico sem a devida autorização. O CEDEDICA também ocupa uma sala e sofre com as instalações.  

O espaço da Estação é de uso e cuidado da Rumo. A infraestrutura e conservação é feita pela empresa. Embora o espaço seja de propriedade do Departamento de Infraestrutura e Transportes.

Em contato com o Chefe de Gabinete, José Rubens, a prefeitura está aguardando o DNIT, encaminhar o termo de cessão de uso em nome do município do prédio principal e do prédio onde funciona o CEPAL.

Segundo informou José Rubens, no final de dezembro foi a última comunicação, por e-mail, do DNIT. Onde confirmou sobre o envio do termo de cessão de uso, mas não estipulava a data para a remessa ao município deste documento.

Júlio Cesar Santos

Compartilhar

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*