Quadrilha rouba dois caminhões com mais de 100 toneladas de chumbo em Alegrete

Dois caminhoneiros que transportavam duas cargas de chumbo para a cidade de Itajaí tiveram os veículos roubados.

Eles saíram de Uruguaiana na última terça-feira (28), pernoitaram em Alegrete, e seguiram viagem nas primeiras horas da manhã de ontem(29).

Após rodarem cerca de 20 quilômetros, próximo a região do Durasnal, um dos caminhões bi-trens teve um problema mecânico e parou no acostamento. Logo em seguida um carro parou atrás e desceram dois indivíduos armados e obrigaram o motorista a entregar a chave. Ele foi colocado na cama da cabine e o outro colega que estava a frente foi interceptado por mais dois assaltantes.

IMG-20160630-WA0012

Os dois foram levados próximo a cidade de Rosário do Sul, onde ficaram num cativeiro às margens da BR 290 em um matagal, vigiado por um integrante da quadrilha.

No final da tarde, foram liberados e de carona retornaram a Alegrete. A Polícia Rodoviária Federal foi comunicada e feito BO.

Os caminhoneiros, um de 22 anos e outro de  32, relataram os momentos de tensão e disseram que os homens estavam encapuzados e só recordam do local onde ficaram presos.

Na manhã desta quinta-feira (30), a reportagem do Portal Alegrete Tudo entrou em contato com a empresa de transportes que confirmou o assalto. A carreta e um dos cavalinhos foram encontrados em Caçapava do Sul. A carreta estava vazia. Segundo o diretor da transportadora, os dois bi-trens estavam carregados de chumbo.Cerca de 50 toneladas cada um.

Os transportadores permaneciam em Alegrete, num posto de combustível e falaram com a reportagem sobre o ocorrido.

20160630_103739

Os dois trabalham há mais de 10 anos como caminhoneiros e nunca haviam sido assaltados. O relato é único, disseram que passa um filme na cabeça e a família é tudo o que eles pensavam na hora. “Um dos homens retirou a mangueira do gás, chamamos de “mão amiga”, fica atrás da cabine. Acredito que eram mais de seis envolvidos” – destaca um deles

De acordo com um dos motoristas, o assaltante que ficou no cativeiro repetiu diversas vezes: “se vocês não reagirem vão sair com vida”, caso contrário ninguém irá encontrá-los. Eles permaneceram o tempo todo deitados no chão cobertos por uma manta. E saíram ilesos.

O proprietário da firma comentou que há 26 anos tem a empresa e, cerca de dois anos outra carga foi roubada da mesma forma.

 

Foto do caminhão ilustrativa

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *