Quase lá; Prefeitura precisa reduzir somente 1,26% da folha para atender a LRF

O constante trabalho de ajustes e economia da Administração Municipal para reduzir o índice de pagamento de pessoal vem numa crescente.

De 57% em 2018, hoje a Prefeitura Municipal com extinção de cargos, entre os quais os de confiança e fusão de secretarias, está em 52,6%. Um trabalho de equipe que faz com que o governo possa assim, contratar empréstimos e ter fôlego para investir, observou o Secretário de Planejamento, Paulo Salbego.

Com os prejuízos causados pela enchente, só na área de infraestrutura, entre estradas e área urbana, de cerca de 30 milhões, se faz ainda mais necessário para custear esses investimentos, observou o Prefeito Márcio Amaral.

Com orçamento de 253 milhões, o Secretário do Planejamento, Paulo Salbego, observa que deste total o previsto de receita própria é de 79 milhões e de recursos vinculados que inclui repasses federias e estaduais de 173,951.162 milhões.

  • O nosso objetivo é chegar ao índice 51% do orçamento com folha de pagamento, conforme prevê o Tribunal de Contas do Estado-TCE, seguindo a Lei de Responsabilidade.

Vera Soares Pedroso

Compartilhar

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*