Quatro gerações na cozinha do EFIPAN

Judite Pereira Rodrigues não é uma aposentada comum. Há 22 anos, quando começa o Efipan- Encontro de Futebol Infantil Panamericano entra em campo a cozinheira Judite . Com sua larga experiência nas panelas cria pratos e sabores que agradam toda garotada, que transforma o Alegrete durante os 16 dias do encontro de futebol infantil na cidade.

portal 4
Aos 67 anos parece uma jovem, com a agilidade com que organiza os alimentos e prepara o cardápio que muda a cada dia.
O mais interessante e que com ela já são quatro gerações da família que entram na cozinha para preparar as refeições aos atletas e delegações que participam da competição, este ano, em sua 35ª edição.
– Comigo, fala orgulhosa, veio a filha Simone, depois a neta Fabiana e agora o bisneto Vitor Rodrigues dos Santos.

portal 5

Uma cozinheira de mão cheia, que ama o que faz. Ela confessa que espera todo o ano chegar o EFIPAN para tomar conta da cozinha.- Nada me cansa, gosto de trabalhar e agradar a todos.
Ao lado da irmã e outros parceiros diz que na Sociedade Italiana, onde é o QG do Efipan de 2015, são um grande time que atua nos bastidores do Campeonato.

portal 6

Na cozinha, fala convicta “não se pode errar o sal e nem o tempero, além de manter a higiene e a organização necessária”. Afinal em cada turno, de acordo com a senhora são mais de 230 pessoas para comer, ficar forte e jogar bem no verdinho do gramado do Farroupilha.

Tem muito trabalho em todas as frentes,mas ela diz que é ótimo participar e conviver com gente de todos os lugares. Me sinto realizada de ver a juventude feliz com o que fizemos para eles.

Muito animada, a cozinheira confessa que os castelhanos falam com ela ,mas mesmo sem entender nada, acha ótimo e sente que gostam do que prepara. E no meio da equipe do Flamenguinho de Alegrete parece mais uma que nem eles, e entra na descontração da gurizada.

E ainda se exibe “conheci aqui os craques: Ronaldinho gaúcho,Neymar, Tevez,Pato e um montão de grandes jogadores mundiais que jogaram aqui no Alegrete, quando ainda eram guris.

portal 9

E tudo gratificante e no último dia os guris vem até a porta da cozinha agradecer a nós. No final, Judite diz sorrindo: gosto de todas as equipes mas sou colorada!

Por: Vera Soares Pedroso

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *