Seis dias depois do temporal muitas localidades do interior continuam sem luz

Moradores do interior do município estão apavorados, já estão a quase uma semana sem energia e sem uma posição da Companhia.

A reportagem já abordou o assunto e mesmo diante do fato de que dos últimos anos este foi o  temporal mais devastador, os clientes não entendem a demora em atender a área rural, ou pelo menos terem uma posição.

Gilson Nunes tem uma leitaria, ele ligou para o PAT e contou que desde o dia 19 está com gerador ligado para conseguir trabalhar e manter a produção. Mas enfatiza que neste período já foram mais de 700 reais em combustível. ” No máximo que recebo é 0,81 centavos/l no leito e pago R$4,30 na gasolina – assim não dá”- citou.

Ele tem um número razoável de torpedos acumulado e também já realizou ligações ao call center da Companhia, mas até o momento não obteve retorno. Além de Gilson, mais quatro produtores estão sem energia, fora os consumidores  que moram no interior, na localidade do Itapevi. “São quatro ou cinco postes caídos desde o temporal e nada é feito” – fala Gilson.

Outra consumidora na BR 290, Km 592, na entrada do Pinheiros está inconformada. Ela disse que também já fez vários contatos com a RGE Sul. No terceiro dia, após o contato por SMS ao Call Center, uma das vizinhas esteve na sede da Companhia e ouviu que eles não tinham conhecimento. Mesmo assim foi feito mais uma solicitação de reparo e até a tarde de terça-feira permaneciam sem energia.

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *