Sem os 15 milhões Prefeitura vai atrás de emendas para reequipar Infraestrutura

Como a Prefeitura não vai contrair o empréstimo de 15 milhões de reais via Caixa Econômica Federal, devido ainda não estar dentro do índice de pagamento de pessoal, o prefeito esclareceu que no momento em que foi ofertada essa possibilidade pela Caixa, a situação do município foi detalhada e feito o alerta ao Tribunal de Contas que o comprometimento estava dentro do aceitável- inferior a 54%, entretanto, acima de 51.3%. À época foi confirmado que esse percentual não seria impeditivo.

Contudo, o Tesouro Nacional adota outros critérios e o índice subiu 55,27%.  Por esse motivo, não houve a liberação. O prefeito ressaltou que toda a documentação foi entregue e aprovada pela Caixa Econômica Federal. O valor solicitado foi abaixo do endividamento do município que é de 19 milhões. “Todas as negativa estão em dia” – lembrou.

Agora, a administração partiu para reequipar a Secretaria de Infraestrutura, principalmente com caminhões caçambas, uma das principais defasagens da pasta.

Um, já confirmado,  foi adquirido com emenda parlamentar pela Secretaria de Agricultura e Pecuária para dar suporte à manutenção das estradas.  Márcio Amaral disse que o secretário Jesse Trindade vai representar o Município em Brasília, quando será anunciada a liberação de recurso para a bancada gaúcha, no valor de 9 milhões para serem divididos entre 15 municípios da região. Cada um vai receber em média de 600 mil, recurso esse, que assim que for liberado vai ser destinado à compra de outro caminhão caçamba e mais uma retroescavadeira.

Questionado sobre a liberação de cascalho, diz que alguns produtores liberam, mediante as licenças ambientais, mas concordou que não é um produto que tenha com facilidade, apesar da grande necessidade para cobrir a malha de estradas vicinais de Alegrete de 4,5 mil Km.

Já em relação à manutenção de ruas com asfalto e outras obras,  terão que esperar um pouco, confirmou Amaral.

Vera Soares Pedroso

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *