Sob o sol escaldante do verão, peão e cavalo se refugiam na sombra de uma árvore


Alegrete é considerada a cidade mais gaúcha do Estado. Cenas típicas do tradicionalismo são mais evidentes na Semana Farroupilha, mas em alguns momentos, flagrantes de gaúchos que têm no seu fiel companheiro, o cavalo, o respeito e o cuidado, se desenvolvem em lindas histórias de vidas.

Esse foi o registro feito num final da tarde, na Avenida Tiarajú. Cléo Quevedo, de 62 anos, é esquilador e peão.  Esse é o trabalho que exerce desde pequeno. Durante a tarde, algumas pessoas passaram pelo local e perceberam que o idoso estava com o “pingo” amarrado numa árvore e ele aproveitou para descansar. O sono no período das 14h até as 18h foi o tempo para que o seu companheiro pudesse descansar, também.

Cléo disse que trabalhou na esquila até ontem, e hoje pela manhã saiu da localidade do Catimbau, no interior do município, cerca de 30km. Quando chegou na cidade percebeu que o cavalo estava cansado e com o sol quente, parou embaixo das árvores perto da Ponte Borges de Medeiros onde o animal tinha pasto e água. “Eu também estava com calor é um pouco sonolento, tirei a sesta aqui mesmo” – falou o peão.  Na entrevista ele mencionou diversas vezes que não queria “judiar” do cavalo, que estava muito bem encilhado.

O alegretense que tem orgulho de ser gaúcho, estava pilchado e iria pra casa. Ele mora no bairro Pedreiras. “Acordei com fome, depois de fazer um lanche vou seguir “viagem” pra chegar em casa com tranquilidade e sem maltratar meu parceiro(cavalo).

Com sorriso e uma simpatia ímpar, seu Cléo fez pose para fotos, antes de seguir adiante para finalmente chegar em casa. Apesar da idade, ele descreveu que sempre está buscando trabalho e o meio de transporte é o cavalo.

Compartilhar

Curta nossa Fan Page

1 Comentário

  1. Isto quê ė uma vida boa andar trabalhando ainda mais acompanhado de um bom cavalo,esquila hoje são poucas pessoas dessa idade que consegue desenvolver,esse é um guerreiro que Deus sempre lhe forças!!!!!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*