Sobe para 20 o número de estradas bloqueadas no RS

Orientação do Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) é que os motoristas liguem para o número 198 para obter informações de desvios

cratera

Subiu para 20 o número de estradas bloqueadas devido à enchente que assola o Rio Grande do Sul desde a semana passada. Neste domingo, são 16 pontos totalmente bloqueados e quatro com bloqueio parcial no Estado.

A orientação do Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) é que osmotoristas liguem para o número 198 para obter informações de desvios e rotas alternativas para os trechos bloqueados.

Na RSC-287, a ponte que liga os municípios de Candelária a Novo Cabrais cedeu. Um engenheiro da Emprega Gaúcha de Rodovias (EGR), responsável pelo trecho, analisou a estrutura na tarde deste domingo, mas ainda não há previsão de quando o conserto será concluído.

Os motoristas que desejam ir da região Central para a Capital devem acessar a BR-392 em direção a São Sepé. No entroncamento da BR-290, o motorista deve dobrar à esquerda até Porto Alegre. Já os que queiram viajar pela BR-287, devem seguir até o entroncamento com a BR-153 e entrar à direita em direção a Cachoeira do Sul.

Trechos totalmente bloqueados:

— BR-153: no km 2, em Marcelino Ramos, rachaduras na pista provocaram bloqueio total.
— BR-386: km 0, em Iraí, a ponte sobre o Rio Uruguai foi interditada por causa do nível da água.
— BR-158: em Santa Maria, uma queda de barreira deixou uma extensão de 100 metros totalmente bloqueada no km 317. A PRF orienta os motoristas a desviarem o trânsito pela BR-285, em São Luiz Gonzaga, ou pela BR-290, para quem vem da Capital.
— RSC-287: no km 155, houve bloqueio devido a queda da cabeceira da ponte sobre o arroio Rincão dos Cabrais, que liga o município de Novo Cabrais a Candelária.
— ERS-480: no km 6, em Herval Grande, bloqueada por rachaduras na pista.
— ERS-211: no km 34, em Campinas do Sul, estrada bloqueada em razão de uma ponte ter sido coberta pela água.
— ERS-305: no km 49, na localidade de Nicolau Vergara, a travessia de balsa foi suspensa por causa do nível da água.
— ERS-516: no km 1, em São Martinho da Serra, há bloqueio em razão de água sobre a pista.
— RSC-153: interditada entre os quilômetros 305 e 307 devido a quedas de barreiras.
— ERS 400: houve desmoronamento de terra no trecho que liga Candelária a Sobradinho, entre os quilômetros 16 e 22. Acesso às cidades só pode ser feito pelo município de Agudo.
— ERS-804: bloqueio entre os quilômetros 1 e 7, em Silveira Martins, em razão do acúmulo de água sobre a pista.
— ERS 502: no Km 9, a estrada foi interditada por causa de água sobre a pista, na localidade de Contendas, em Cachoeira do Sul.
— RSC 470: no Km 143, a ponte que liga o município de André da Rocha a Nova Prata cedeu quando um caminhão carregado de areia tentou cruzar o Rio da Prata há duas semanas.
— ERS 431: no Km 13, em Alcântara, houve bloqueio em razão da água sobre a pista.
— ERS 355: no Km 3, a ponte que liga Fagundes Varela a Veranópolis não oferece condições de passagem.
— ERS-110: no Km 75, em Jaquirana, uma ponte não oferece condições para travessia.

Trechos parcialmente bloqueados:

— ERS-471: no Km 99, em Sinimbu, a estrada foi liberada para trânsito em meia pista no final da tarde de ontem.
— ERS-422: em Venâncio Aires, o Km 64 estava em meia pista.
— ERS-511: Em Santa Maria, trechos da localidade de Camobi foram bloqueados em razão da água na pista.
— ERS-020: no Km 474, na localidade de Prainhas, em Taquara, a estrada está parcialmente bloqueada devido a rachaduras na pista. São autorizados a passar apenas veículos de no máximo 15 toneladas.

 

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *