Time de Santa Maria é campeão invicto da Liga Gaúcha de Futsal dos Surdos

Equipe feminina da Associação de Surdos de Santa Maria (ASSM) garantiu a conquista e outras premiações


Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)
Jessica, Luana, Jean, Andriquele e Thaiane conferiram o título para Santa Maria

A tentativa e o erro aperfeiçoam uma equipe – sem exceções à regra. Juntas desde março, as meninas da Associação de Surdos de Santa Maria (ASSM) fizeram história na edição de 2017 da Liga Gaúcha de Futebol de Salão dos Surdos, finalizada em 21 de outubro, com a disputa da etapa de Passo Fundo. Após sete jogos – somando seis vitórias e um empate, com 36 gols marcados e apenas oito sofridos -, o time feminino da ASSM foi campeão gaúcho. Enquanto isso, o grupo masculino da ASSM garantiu o 4º lugar.

– Fico muito feliz. Sempre dizia para elas terem coragem, roubarem a bola e fazerem gols. Estou orgulhoso delas. Foi minha primeira vez como técnico da ASSM, e quero ficar para o ano que vem – relata o treinador Jean Fontana.

A CAMPANHA

Em maio, entrando em quadra pela primeira vez, as meninas venceram a etapa de Santa Maria, quando derrotaram a Sociedade dos Surdos de Esteio (SSE), por 6 a 1 e 7 a 1, em dois jogos. Na fase seguinte, realizada em 29 de julho, em Pelotas, o time cometeu seu único deslize. Após golearem a SSE, por 5 a 1, e a Sociedade de Surdos do Rio Grande do Sul (SSRS), de Porto Alegre, por 8 a 2, a equipe foi para a final, onde enfrentou novamente as porto-alegrenses. O jogo não saiu do 0 a 0, e a ASSM foi derrotada nos pênaltis por 4 a 3. A segunda colocação da etapa não intimidou o elenco, que confirmou, com autoridade, o título do ranking, três meses depois, em Passo Fundo. Na semifinal, uma vitória por 4 a 2 diante da então algoz SSRS credenciou a equipe para a decisão. Na final, o time de Santa Maria não encontrou dificuldades e aplicou 6 a 1 na SSE, conquistando a taça.

– Imagino muitos títulos ainda. Temos capacidade. Buscamos sempre desenvolver e melhorar as técnicas e táticas nos esportes coletivos e individuais, trocando experiências culturais entre surdos e ouvintes – descreve Thomaz Severo, diretor de esportes da ASSM.

As premiações pela boa campanha vieram um mês depois, durante a festa comemorativa aos 30 anos da SSRS, sediada na capital gaúcha, em 25 de novembro. A capitã Luana dos Santos foi eleita e premiada melhor jogadora, enquanto a arqueira Andriquele Bagolin levou o troféu de melhor goleira, e a pivô Fátima Jardim, o de artilheira, após marcar 14 gols.

– É um sonho que realizei. Ainda sonho em treinar e jogar com a seleção, e sei que não será fácil. Tenho que agradecer ao meu namorado, meus amigos, minha família, à ASSM e aos meus professores Carol e Jaime, da academia Equilíbrio, por me apoiarem – destacou Luana, que, em 2018, deve jogar pela Fames/União Independente, no Estadual Feminino.

COMO PARTICIPAR

Para o ano que vem, o grupo deve receber mais três jogadoras. Caso atletas surdas desejem integrar o elenco, é preciso realizar associação à ASSM. Mais informações pelo WhatsApp, com a presidente Paula Maiane, pelo (55) 99936-2344.

Fonte: Diário de Santa Maria

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Curta nossa Fan Page

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.


*